Mendes avisa fornecedores do Estado que vai rever contratos e cronograma de pagamentos

Em razão da crise, fornecedores do Estado podem ter que esperar ainda mais para receber

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O governador eleito Mauro Mendes (DEM) anunciou, por meio de mensagem publicada em redes sociais, que todas as decisões tomadas nos últimos 90 dias de gestão do Governo Pedro Taques (PSDB) poderão ser revistas em sua administração. De acordo com o democrata, a medida se deve a dificuldade financeira do Estado e busca atender, exclusivamente, o interesse público.

“Bom dia meus amigos das redes sociais, nós estamos continuando os trabalhos da transição, nossas equipes estão trabalhando, fazendo análise dos números do Estado, e eu queria comunicar a todos, principalmente aos fornecedores, todos aqueles envolvidos nas cadeias de fornecimento do Estado, que todas as decisões que foram ou serão tomadas nos últimos 90 dias serão passíveis de reanalise e até de alteração na nossa administração”, disse Mauro Mendes.

Sem entrar em detalhes sobre qual decisão motivou o comunicado, o governador eleito declarou ainda que a decisão tem o exclusivo critério de atender ao interesse público, considerando a realidade de caixa e financeira do Estado.

“Uma administração séria precisa estar voltada para aquilo que melhor atende ao interesse público. E é pautado nesse compromisso que iremos analisar todas as decisões tomadas nos últimos 90 dias da atual gestão, avaliando possíveis revisões ou alterações, especialmente no que tange a contratos e licitações. Vamos aplicar as soluções mais econômicas e eficientes para melhorar a qualidade dos serviços prestados pelo Estado ao povo de Mato Grosso”, completou.

Por fim ele reafirmou. “Por isso fiquem todos sabendo que as decisões tomadas nos últimos 90 dias serão passíveis de análise e revisão”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorZeca Viana diz que Pivetta pode se afastar do governo de Mauro se não tiver espaço e autonomia
Próximo artigoBatalhão Ambiental da Polícia Militar já resgatou 700 animais silvestres este ano