Mendes aposenta candidata ao Senado

Aposentadoria da coronel PM Fernanda se deu por longo serviço prestado à Polícia Militar de Mato Grosso

(Foto: Suellen Pessetto/ O Livre)

Candidata ao Senado na eleição suplementar do dia 15 de novembro, a coronel Rúbia Fernanda Diniz foi aposentada compulsoriamente da Polícia Militar pelo governador Mauro Mendes (DEM). O ato administrativo foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) que circulou na sexta-feira (6).

A aposentadoria compulsória significa a remessa obrigatória do servidor público à inatividade. No caso, a coronel Rúbia Fernanda Diniz foi obrigada a aposentar-se pelo período de contribuição ao regime próprio de previdência social (RGPS), que correspondeu a 27 anos, dois meses e 16 dias.

A candidata Rúbia Fernanda foi promovida a mais alta patente da Polícia Militar, o posto de coronel, somente em outubro deste ano, após travar uma batalha administrativa desde 2019. Com a aposentadoria compulsória, passará a receber salário de R$ 21 mil mensais, em média.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCaso Isabele: MPE denuncia pais de adolescente por homicídio culposo
Próximo artigoDefaz pede apoio ao Gaeco para investigar Emanuel por suposta propina de R$ 4 milhões