Membros de quadrilha de MT envolvida em furtos a bancos são presos na Paraíba

Ao todo, cinco homens foram presos nesta sexta-feira (26), sendo três de Mato Grosso

Uma quadrilha que adotava diferentes endereços pelo país para cometer crimes patrimoniais foi presa em João Pessoa (PB) após trabalho de uma força-tarefa composta pela Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso, por meio da Gerência de Combate co Crime Organizado (GCCO), Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar e Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) de Mato Grosso.

Três dos cinco detidos na manhã desta sexta-feira (26) são de Mato Grosso e possuem histórico de delitos patrimoniais no Estado. Os suspeitos Alexandre Cosso Meza, 28, Everton Aparecido de Almeida Silva, 30, e Cleverson Almeida da Costa, 27, são alvo de investigações em andamento pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), referente a furtos e arrombamentos a agências bancárias.

A Polícia Civil da Paraíba recebeu a informação da GCCO-MT de que os suspeitos teriam se deslocado a João Pessoa para furtar agências bancárias.

“A Polícia Civil de Mato Grosso nos prestou apoio substancial que auxiliou a clarear um trabalho robusto que estava em andamento em nossa unidade. Estávamos apurando delitos realizados pelo grupo, não apenas na região metropolitana como também no sertão paraibano”, disse o delegado titular da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio de João Pessoa (PB), Wagner Dorta.

Ainda segundo o delegado, em contato com a Polícia Civil de outros Estados, constatou-se suspeita que o grupo pode estar ligado a crimes em Estados como Rio Grande do Norte, Bahia, Pernambuco e Paraná.

Além dos três presos de Mato Grosso, outros dois suspeitos também foram detidos: Rodrigo de Pádua Paulino do Nascimento, 25, Igor Giovani Soares, 27.

Os suspeitos foram surpreendidos na manhã desta sexta-feira (26), quando retornaram a um apartamento que alugaram na Capital paraibana, próximo a um shopping. Mais cedo, eles haviam entrado em uma farmácia com objetivo de furtar um caixa eletrônico. No entanto, o terminal de autoatendimento havia sido retirado do local há apenas dois dias. Os criminosos foram presos com dinheiro em espécie e ferramentas utilizadas nos arrombamentos.

Conduzidos à delegacia, os cinco criminosos foram autuados em flagrante por furto qualificado e associação criminosa.

(Com assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSalmonella tem resistência a diferentes antibióticos, indica pesquisa
Próximo artigoPetrobras inicia perfuração no Bloco Peroba, no pré-sal de Santos

O LIVRE ADS