Membros de facção acusados de torturar e matar informante da polícia são alvos de operação

Crime ocorreu em 2018; vítima foi brutalmente espancada e depois morta por disparos de arma de fogo

Imagem Ilustrativa

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Cuiabá (DHPP) deflagrou nesta quarta-feira (29) a Operação Comando da Lei, para cumprimento de mandados judiciais de prisões e de buscas e apreensões relacionados à investigação de um homicídio ocorrido em dezembro de 2018, no bairro Parque Paiaguás, em Várzea Grande.

As ordens judiciais decretadas pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Várzea Grande têm como alvo integrantes de uma facção criminosa que teriam cometido o crime contra João Gabriel Silva de Jesus, 20 anos, motivado porque o jovem supostamente seria informante da polícia.

Segundo a Polícia Civil, a vítima foi brutalmente espancada e depois morta por disparos de arma de fogo e ainda sofreu lesões no pescoço e no crânio, além de ter o abdômen cortado com exposição das vísceras.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHomem é preso com arsenal de fuzis e submetralhadora em Cuiabá
Próximo artigoLuciano Hang deve prestar depoimento hoje na CPI da Covid