Médicos terceirizados do HMC denunciam falta de pagamento; salário acumula dois meses

Empresa teria alegado que Prefeitura não fez o repasse dos valores

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Médicos terceirizados do Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), onde funciona o novo pronto-socorro municipal, denunciaram o atraso no pagamento de salários. Segundo relataram ao LIVRE, o atraso já  chegou a três meses.

Os funcionários – cerca de 20 deles -, prestam serviços para a empresa Winter – Gestão e Consultoria Médica. De São Carlos (SP), que é responsável pelos médicos de pelo menos três áreas no novo HMC, segundo os profissionais.

De acordo com o Portal da Transparência, a Winter foi terceirizada pela Empresa Cuiabana de Saúde Pública. O contrato foi firmado no fim de junho, “em caráter emergencial”, no valor de R$ 996 mil.

Segundo um dos terceirizados, que atua na área da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulta, o primeiro pagamento deveria ter sido feito em agosto. A remuneração seria referente ao mês de julho, quando os profissionais começaram a trabalhar. No entanto, o valor apenas foi quitado nessa quinta-feira (10).

Ao LIVRE, um médico informou que sequer há a perspectiva de regularização dos salários. Disse que, conforme a empresa, os atrasos acontecem porque a Prefeitura de Cuiabá não estaria repassando os valores.

Outro médico com quem a reportagem conversou explicou que o serviço funciona em regime de plantão. Segundo ele, pelo período de 12 horas a remuneração bruta seria de R$ 1.191,00.

Ele também explicou que o número de plantões varia conforme o médico, sendo que havia colegas que chegavam a estar no hospital quase todos os dias da semana. Em média, segundo calculou, a remuneração mensal seria de R$ 20 mil.

“A empresa alega que não está recebendo, mas a gente não sabe se é isso mesmo, ou se eles estão priorizando pagar outras coisas”, comentou. Ele informou que, devido aos atrasos, preferiu deixar a empresa terceirizada. Ele também atuava na UTI.

Outro lado

Em nota, a assessoria de imprensa da Empresa Cuiabana de Saúde Pública informou que os pagamentos das equipes médicas obedecem ao cronograma regular, de acordo com as cláusulas contratuais.

Ainda segundo a Prefeitura, “a liquidação referente à competência de julho já foi realizada. A de agosto foi emitida em setembro e está dentro do prazo para pagamento. Contudo, já existe a programação do pagamento para ser realizada com o repasse federal e estadual a ser creditado”. A assessoria não informou, porém, qual seria a data do cronograma.

O LIVRE entrou em contato com o proprietário da Winter, mas, até a publicação dessa matéria, não teve retorno.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS