Médicos terceirizados do HMC denunciam falta de pagamento; salário acumula dois meses

Empresa teria alegado que Prefeitura não fez o repasse dos valores

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Médicos terceirizados do Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), onde funciona o novo pronto-socorro municipal, denunciaram o atraso no pagamento de salários. Segundo relataram ao LIVRE, o atraso já  chegou a três meses.

Os funcionários – cerca de 20 deles -, prestam serviços para a empresa Winter – Gestão e Consultoria Médica. De São Carlos (SP), que é responsável pelos médicos de pelo menos três áreas no novo HMC, segundo os profissionais.

De acordo com o Portal da Transparência, a Winter foi terceirizada pela Empresa Cuiabana de Saúde Pública. O contrato foi firmado no fim de junho, “em caráter emergencial”, no valor de R$ 996 mil.

Segundo um dos terceirizados, que atua na área da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulta, o primeiro pagamento deveria ter sido feito em agosto. A remuneração seria referente ao mês de julho, quando os profissionais começaram a trabalhar. No entanto, o valor apenas foi quitado nessa quinta-feira (10).

Ao LIVRE, um médico informou que sequer há a perspectiva de regularização dos salários. Disse que, conforme a empresa, os atrasos acontecem porque a Prefeitura de Cuiabá não estaria repassando os valores.

Outro médico com quem a reportagem conversou explicou que o serviço funciona em regime de plantão. Segundo ele, pelo período de 12 horas a remuneração bruta seria de R$ 1.191,00.

Ele também explicou que o número de plantões varia conforme o médico, sendo que havia colegas que chegavam a estar no hospital quase todos os dias da semana. Em média, segundo calculou, a remuneração mensal seria de R$ 20 mil.

“A empresa alega que não está recebendo, mas a gente não sabe se é isso mesmo, ou se eles estão priorizando pagar outras coisas”, comentou. Ele informou que, devido aos atrasos, preferiu deixar a empresa terceirizada. Ele também atuava na UTI.

Outro lado

Em nota, a assessoria de imprensa da Empresa Cuiabana de Saúde Pública informou que os pagamentos das equipes médicas obedecem ao cronograma regular, de acordo com as cláusulas contratuais.

Ainda segundo a Prefeitura, “a liquidação referente à competência de julho já foi realizada. A de agosto foi emitida em setembro e está dentro do prazo para pagamento. Contudo, já existe a programação do pagamento para ser realizada com o repasse federal e estadual a ser creditado”. A assessoria não informou, porém, qual seria a data do cronograma.

O LIVRE entrou em contato com o proprietário da Winter, mas, até a publicação dessa matéria, não teve retorno.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMaratona hacker busca soluções tecnológicas para o combate à corrupção
Próximo artigoComo recorrer de multas aplicadas pela PRF

O LIVRE ADS