Médico que teve a casa invadida é encontrado após ficar 24 horas em cativeiro

A casa e o carro dele haviam sido encontrados com sangue, mas o médico passa bem

Foto: Agora MT

O médico Edno Ferreira Nogueira, de 62 anos, que teve sua casa invadida na terça-feira (11) e estava desaparecido desde então, foi encontrado pela polícia na noite dessa quarta-feira (12). Apesar dos rastros de sangue encontrados em sua casa e caminhonete, o médico está bem, apenas com um ferimento na mão.

Amigos do gastroenterologista contaram ao LIVRE que Edno foi encontrado próximo ao Anel Viário, em Rondonópolis (200 km de Cuiabá), depois de ter sido libertado pelos sequestradores.

Edno relatou aos amigos que estava entrando em casa quando foi surpreendido por dois homens, que entraram na residência junto com ele. Durante o assalto, o médico se manteve calmo e não teve nenhuma reação.

O ferimento que deixou os rastros de sangue na casa e no carro foi causado em uma mesa de vidro da casa, que tinha uma ponta quebrada. Durante a ação dos bandidos, o médico bateu a mão nessa mesa causando um corte profundo, que acertou um vasinho, e por isso o sangramento foi tão intenso.

Os criminosos contavam ainda com o apoio de mais duas pessoas. Eles fugiram da casa em uma das caminhonetes Hilux do médico, levando-o como refém, vendado. Porém, o veículo em que estavam estragou e precisou ser abandonado. O médico foi então colocado no carro dos comparsas que davam apoio ao roubo seguido de sequestro.

Foto: Agora MT

Conforme o boletim de ocorrência do encontro, Edno relatou à Polícia Militar que foi levado a um cativeiro a cerca de 20 minutos de onde seu veículo foi encontrado, mas ele não tem nenhuma noção de onde era o cativeiro.

Nas 24 horas em que ficou sequestrado, ele foi alimentado com pão com mortadela e tomou refrigerante. Os bandidos ficavam o tempo todo ouvindo a frequência de rádio utilizada pela Polícia Militar, monitorando possíveis ações da PM. A todo momento ele ficou com os olhos vendados e os criminosos tiveram o cuidado de não falar nenhum nome, ou apelido, entre eles.

Ainda segundo o boletim, o médico foi avisado de que seria libertado em um local movimentado, para que alguém pudesse ajudá-lo, assim que sua outra caminhonete fosse entregue no destino. Os amigos acreditam que ela tenha sido levada para para fora do país. Câmeras de segurança flagraram o veículo a caminho de Jaciara (148 km de Cuiabá).

Apesar de levarem o médico, os  bandidos não demonstraram qualquer interesse em dinheiro, nem mesmo pediram a senha de seu cartão, deixando bem claro, a todo momento, que queriam apenas a caminhonete.

Na noite dessa quarta-feira (12), por volta das 21 horas, Edno foi libertado em uma mata, próximo ao loteamento Alto Vista Parque, em Rondonópolis. Os suspeitos o orientaram, dizendo: “você desce do veículo, aguarda a gente se distanciar e depois você retira a venda”, consta no boletim de ocorrência.

Desorientado, Edno tentou pedir ajuda a alguns caminhoneiros, que não pararam. Então, ele viu duas caminhonetes no Loteamento Alta Vista Parque, aproximou-se e pediu ajuda, informando ter sido assaltado e sequestrado. Os motoristas acionaram a Polícia Militar e uma equipe foi até o local e resgatou o médico.

Foto: Agora MT

Edno foi levado para a casa de um amigo e, depois, à Santa Casa de Rondonópolis, para fazer um curativo na mão. Apesar do susto, ele passa bem e já se recupera em casa.

Até o momento não há suspeitos do crime e o segundo carro, uma Hilux SW4, não foi encontrado.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorJornalista e historiadora Neila Barreto lança biografia da primeira prefeita de VG
Próximo artigoAcusados de fraudes, servidores do INSS são alvos de operação da Polícia Federal