Médico constrange técnica de enfermagem em UPA e ameaça jogar seringa nela

Médico tentou expulsar a profissional da sala e chegou a dizer: "se não sair, eu jogo a seringa na sua cara"

Imagem ilustrativa

Uma técnica de enfermagem de 27 anos denunciou um médico, 35, depois de sentir-se constrangida e injuriada.

O problema teria ocorrido nessa sexta-feira (20), durante um atendimento no box de emergência da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bairro Cristo Rei, em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá).

Conforme o boletim de ocorrência, durante o atendimento a técnica de enfermagem foi orientar um colega. Nesse momento, o médico disse que ela havia “contaminado o ‘campo cirúrgico'”.

A técnica respondeu que não havia acontecido contaminação, pois ela não havia tocado no paciente. Porém, segundo o relato da vítima, o médico se alterou e gritou: “sai daqui”.

Em seguida, ele – que estava com uma seringa na mão – ainda teria dito: “se não sair, eu jogo a seringa na sua cara”, relatou a mulher à polícia.

A profissional respondeu ao médico que não iria sair. Ele, por sua vez, disse que faria um documento contra ela, comunicando a coordenação.

Com isso, a própria técnica ligou para a coordenadora, relatou o ocorrido e foi orientada a registrar um boletim de ocorrência.

Dois enfermeiros presenciaram toda a ação e foram acrescentados como testemunhas do caso.

O registro foi por injúria e ocorrências de natureza diversa e encaminhado para a 2ª Delegacia da Polícia Judiciária Civil para investigação.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.