Medalha não veio, mas Ana Sátila faz história como primeira finalista na canoagem

Atleta mato-grossense ficou na última colocação após penalidades durante a disputa

A expectativa por medalha era grande, mas não foi desta vez. A canoísta mato-grossense Ana Sátila disputou a final feminina do C1 na canoagem slalom, mas ficou fora do pódio. Mesmo assim, a atleta fez história e se tornou a primeira brasileira a ir para a decisão da modalidade.

Na final disputada nesta quinta-feira (29), Sátila ficou na 10ª e última posição, depois de ficar com a marca de 164s71.

Número 3 do ranking mundial, a atleta foi penalizada duas vezes durante a prova. Se não tivesse os acréscimos, Sátila seria a quarta colocada na final. Essa é a terceira participação da atleta em Jogos Olímpicos.

A medalha de ouro ficou com australiana Jessica Fox, com tempo de 105s04. A britânica Mallory Franklin (108s68) ficou com a prata, e o bronze foi da alemã Andrea Herzog (109s13).

Ainda estamos no páreo

O nadador mato-grossense Felipe Lima ainda vai competir no estilo medley masculino (4X100 metros). A classificação do medley masculino será na sexta-feira (30), às 8h05. Já a final, está marcada para dia 31 de agosto, às 22h30.

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCriança conta a mãe ter sido abusada pelo padrasto e ela fica do lado do marido
Próximo artigoCovid-19: Governo quer deixar de enviar doses a municípios com baixa eficácia na vacinação