MEC anuncia que Enem 2020 será realizado em janeiro

Enquete realizada com os estudantes terminou quase empatada e opinião de secretários e reitores foi o peso para a decisão

(Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

O Ministério da Educação definiu a nova data de realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As provas na versão impressa serão aplicadas nos dias 17 e 24 de janeiro. Já a versão digital – que teria sua estreia neste ano – será nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

Em entrevista coletiva que ocorre neste momento em Brasília, o secretário-executivo do MEC, Paulo Vogel, e o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes, afirmaram que a escolha se deu para que o primeiro semestre letivo de 2021 não fosse perdido.

Paulo Vogel lembrou que o processo de ingresso no ensino superior é formado por etapas e sustentou que a escolha das datas levou esse “processo em cadeia” em consideração.

As notas do Enem servem para o ingresso em universidades públicas, por meio do Sistema de Seleção Unificado (Sisu), mas também em instituições particulares, com programas de financiamento estudantil como o Fies.

“Se deixasse para maio, perderíamos o semestre inteiro. E isso é tudo muito caro”, disse Vogel.

A referência dele a maio se deu porque quase metade dos estudantes que votaram na enquete realizada pelo Inep pediram que as provas do Enem fossem aplicadas nos dias 2 e 9 (versão impressa) e 16 e 23 de maio (versão digital).

LEIA TAMBÉM

“Nós dissemos que a enquete não seria o único parâmetro para definição da data”, argumentou Alexandre Lopes, afirmando que mais de 50% dos estudantes preferiram dezembro e janeiro.

A diferença no levantamento realizado pelo instituto foi de menos de 1%. Segundo informações da Agência Brasil, os estudantes que votaram em maio somaram 49,7% dos votos.

Conforme o presidente do Inep, os outros critérios também considerados para na hora da escolha foram as opiniões dos secretários de Educação dos Estados e também dos representantes das instituições de ensino superior, tanto públicas quanto privadas.

As provas do Enem estavam originalmente marcadas para acontecer em novembro. O adiamento se deu por conta da pandemia do novo coronavírus, que desde março mantém escolas fechadas em todo o país.

(Com informações da Agência Brasil)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSem aula e sem estágio: alunos da UFMT perdem contratos por conta da pandemia
Próximo artigoJuiz marca audiência para debater prorrogação da quarentena obrigatória em Cuiabá e VG

O LIVRE ADS