MDB abandona Wellington Fagundes para apoiar Mauro Mendes

Reunião que definiu apoio ocorreu no sábado (14) passado, com anuência de Carlos Bezerra

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

A pré-candidatura de Mauro Mendes (DEM) ao Governo do Estado, nas eleições deste ano, vai ter o apoio do MDB. A composição entre as duas siglas foi confirmada, ao LIVRE, pelo presidente do PDT em Mato Grosso, deputado estadual Zeca Viana.

A reunião que definiu o apoio ocorreu no sábado (14) passado, com anuência do cacique do MDB em Mato Grosso, deputado federal Carlos Bezerra. Até então o MDB estava no grupo que sustenta a pré-candidatura do senador Wellington Fagundes (PR) ao governo.

Apesar do apoio do MDB, o pré-candidato a vice-governador de Mauro Mendes permaneceria o ex-prefeito de Lucas do Rio Verde Otaviano Pivetta (PDT). “O MDB não vai lançar candidato a vice”, disse Zeca Viana referindo-se aos rumores de bastidores que seria o ex-prefeito de Sinop Juarez Costa (MDB).

Desde o início com Mauro, entretanto, o próprio PDT chegou a ameaçar deixar a aliança e lançar Otaviano Pivetta (PDT) como concorrente do ex-prefeito de Cuiabá. Eles estariam insatisfeitos com as articulações da candidatura ao Senado na chapa e a possibilidade do deputado federal Adilton Sachetti (PRB) ficar de fora da disputa.

A deputada estadual Janaina Riva (MDB), que é nora de Wellington Fagundes, disse ao Livre que só iria considerar outros apoios se a candidatura do republicano não se viabilizasse. Janaina ainda chegou a afirmar que, se o sogro mantiver a candidatura, ela o apoiará, mesmo se o MDB migrar para o grupo de Mendes.

“Se não houvesse a candidatura dele, eu não teria problema nenhum em apoiar o Mauro Mendes. Já conversei com ele, participei de reuniões com o Bezerra. Se Wellington for candidato, mantenho apoio a ele e tenho certeza que o Bezerra vai entender”, disse.

A aliança entre MDB e DEM é mais um golpe na candidatura de Wellington, que já perdeu o apoio do PSD para o projeto de Mendes. O PP também abriu conversações com o pré-candidato do DEM. O PTB e o PC do B compõem o grupo que lançou o senador para a disputa ao governo.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

3 COMENTÁRIOS

  1. Eu até ia votar no Mauro. Mas se o Juarez subir no palanque com ele, ele e aquele partido nojento dele, vou procurar outro candidato. Alguém que não se misture com gentalha.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCorpo de bancária é trazido do Rio e velório será nesta terça-feira
Próximo artigoMulher presa com carro roubado apresenta documento falso à Polícia Civil

O LIVRE ADS