Empresário Mauro Mendes toma posse como o 56° governador de Mato Grosso

(Ednilson Aguiar/O Livre)

O novo governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), e o vice-governador, Otaviano Pivetta (PDT), foram empossados na tarde desta terça-feira (1º) em sessão solene realizada na Assembleia Legislativa (ALMT). O novo chefe do Executivo Estadual criticou, em seu discurso, a gestão de seu antecessor, Pedro Taques (PSDB).

Mauro questionou os atrasos de salários dos servidores públicos estaduais e dos fornecedores do Estado, bem como a falta de repasses às prefeituras, como determina a Constituição.

Outra crítica foi relacionada ao PIB (Produto Interno Bruto), que, segundo ele, foi o maior dos últimos 10 anos, mas que mesmo assim não houve melhora nos serviços prestados aos cidadãos, da qual ele classificou como péssimos. “O governo atual coleciona números que envergonham. Há um colapso na Saúde”, disse Mauro Mendes, que é empresário do ramo de metalurgia.

Ressaltou que apenas medidas tomadas pelos Poderes de forma unitária não resolverão, mas que em conjunto o Estado vai continuar se desenvolvendo. “Juntos podemos fazer o que sonhamos e queremos para todos os mato-grossenses”.

A cerimônia de posse teve início às 16h45, sob o comando do presidente da Asembleia, deputado estadual Eduardo Botelho (DEM). Mauro Mendes substitui Pedro Taques (PSDB), que foi eleito para administrar o Estado em 2014.

Esta é a primeira vez em Mato Grosso que a posse de um governador é realizada no período da tarde, já que as anteriores sempre ocorreram na parte da manhã.

A cerimônia de posse foi iniciada com a execução do Hino Nacional Brasileiro, realizada pela banda do Corpo de Bombeiros. A solenidade foi prestigiada por autoridades do Judiciário, Legislativo e Executivo, além de familiares dos empossados.

Mauro e Otaviano entregaram as respectivas declarações de bens ao primeiro-secretário da ALMT, deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB), conforme determina a Constituição Estadual.

Com a mão direito no peito, Mauro Mendes assumiu o compromisso de posse. “Defender e cumprir as constituições e seguir as leis e desempenhar a função de governador, assim eu prometo”, oficializou o governador.

Otaviano Pivetta ressaltou que seguirá o que a Constituição determinar. Em seguida, o Termo de Posse foi lido e assinado pelos eleitos e componentes da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa.

O presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho, ressaltou que a democracia é feita com diálogo e respeito. Disse ainda que é preciso fazer ações que favoreçam aos cidadãos e assim fazer a melhor gestão da história.

“Estamos aqui, como cidadãos e deputados, para ajudar o governador a governar”, afirmou o parlamentar. Ele ainda destacou que é necessária a colaboração de todos os Poderes para que sejam reduzidas as despesas do Estado. “É preciso trabalho e sacrifício de todos para melhorar a economia do nosso Estado”.

[related_news ids=”131396,131044,104080,105162″][/related_news]

Atos de posse

Após ser empossado na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Mauro Mendes seguiu direto para o Palácio Paiaguás, para receber a faixa do governador Pedro Taques (PSDB).

Em seguida o democrata se dirige para a Fatec/Senai, localizada na avenida XV de Novembro, em Cuiabá.

O governador Mauro Mendes será recebido pela guarda de honra e passará em revista a tropa. No local ele vai empossar os 15 secretários estaduais da nova gestão.

Mauro Mendes eleito governador

Mauro Mendes encerrou a disputa pelo cargo de governador de Mato Grosso no primeiro turno das eleições. Ele foi eleito com 840.094 votos, que representaram 58,69% dos votos válidos.

Ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes tem como vice Otaviano Pivetta (PDT), ex-gestor de Lucas do Rio Verde. Os dois são empresários – Mendes no ramo metalúrgico e Pivetta no agronegócio.

Nas eleições deste ano, a dupla repetiu a dobradinha do pleito de 2010, quando acabaram derrotados na disputa ao governo por Silval Barbosa, hoje réu confesso de crimes de corrupção.

Confira a lista completa do secretariado:

1 – Alexandre Bustamante (Segurança, Justiça e Direitos Humanos)
2 – Allan Kardec (Cultura, Esportes e Lazer)
3 – Basílio Bezerra Guimarães dos Santos (Secretaria de Gestão e Planejamento)
4 – Cesar Miranda Lima (Desenvolvimento Econômico)
5 – Emerson Hayashida (Controladoria Geral do Estado)
6 – Francisco de Assis da Silva Lopes (Procuradoria Geral do Estado)
7 – Gilberto Figueiredo (Saúde)
8 – Marcelo de Oliveira, o Marcelo Padeiro (Infraestrutura)
9 – Marioneide Angelica Kliemaschewsk (Educação)
10 – Mauren Lazaretti (Meio Ambiente)
11 – Mauro Carvalho (Casa Civil)
12 – Nilton Borgato (Ciência, Tecnologia e Inovação)
13 – Rogério Gallo (Fazenda)
14 – Rosamaria Ferreira de Carvalho (Trabalho e Assistência Social)
15 – Silvano Amaral (Agricultura Familiar)

Biografia

Mauro Mendes é o 56° governador de Mato Grosso, conquistando a cadeira de comandante do Palácio Paiaguás no pleito realizado em outubro de 2018.

Mauro exerceu o cargo de prefeito de Cuiabá, sendo eleito em 2012. Cumpriu integralmente os 4 anos de gestão e deixou a prefeitura com a aprovação de 81% da população.

Antes, em 2008, disputou as eleições para prefeito de Cuiabá e, em 2010, concorreu ao comando do Estado contra o ex-governador Silval Barbosa.

Foi presidente da Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso (Fiemt), do Sesi e Senai no período de 2007 a 2010, chegando a ser vice-presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Formou-se em engenharia elétrica na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), onde militou no movimento estudantil, sendo presidente do Diretório Central dos Estudantes (DCE) de 1984 a 1985.

Empresário, fundou a empresa Bimetal Indústria Metalúrgica Ltda. em 1989, que se transformou no Grupo Bipar, composto por outras empresas.

Mauro Mendes Ferreira nasceu em Anápolis (GO) e mudou-se para Cuiabá aos 16 anos. Ele é pai de três filhos (Ana Carolinne, Luis Antônio e Maria Luíza) e esposo da economista e empresária Virgínia Mendes.

Vice-governador

Natural de Caiçara (RS), Otaviano Olavo Pivetta reside em Lucas do Rio Verde desde 1983, onde liderou o processo de desenvolvimento municipal, incentivando o empreendedorismo, o cooperativismo e a formação de cadeias produtivas, fortalecendo o agronegócio e gerando emprego e renda.

Empresário, produtor agropecuário, pai de seis filhos e avô de três, o vice-governador Otaviano Pivetta exerceu o cargo de prefeito de Lucas do Rio Verde por três mandatos cumpridos integralmente. Obteve alta aprovação popular e seu modelo de gestão focado em resultados se tornou referência em todo Brasil.

Em 2005, Pivetta assumiu a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural, no governo Blairo Maggi, se destacando pela criação dos consórcios intermunicipais, modelo de gestão que deverá ser fortalecido neste novo governo como forma de envolver os municípios no processo de desenvolvendo estadual focado na redução das desigualdades regionais.

Em 2006, elegeu-se deputado estadual levando a educação como seu principal lema. Também trabalhou de forma intensa contra a falta de transparência da Assembleia Legislativa à época.

Em 2012, durante seu último mandato como prefeito de Lucas do Rio Verde, o município foi premiado nacionalmente pela excelente gestão de recursos públicos, por possuir um dos mais modernos serviços de controle e pela aplicação destes recursos a favor dos cidadãos.

Em 2018, Otaviano Pivetta reeditou a parceria com o empresário Mauro Mendes para, na condição de candidato a vice-governador (eleito com mais de 840 mil votos) reestruturar o Estado, tornar mais eficiente a máquina pública e viabilizar um novo modelo de desenvolvimento para Mato Grosso.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVestido de Virginia atrai olhares
Próximo artigoMichelle Bolsonaro discursa em libras no Parlatório antes de marido