Mauro Mendes reforça estar mais próximo de apoiar Bolsonaro do que Lula

Governador lembrou relação de oposição com o Partido dos Trabalhadores e comentou, discretamente, sobre chance de tentar a reeleição

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

Questionado sobre um apoio político ao presidente Jair Bolsonaro (PL), o governador Mauro Mendes reafirmou que há a possibilidade de apoiar a campanha à reeleição e comentou, discretamente, sobre a possibilidade de se candidatar novamente para governo estadual.

O comentário de Mauro Mendes foi feito durante a visita às obras do Hospital Júlio Müller, na manhã desta quarta-feira (27).

“Concordo com muita coisa que ele fala ou faz, discordo de algumas, como é natural que seja, assim como algumas pessoas discordam de mim. E nós estamos aí caminhando, eu construindo um projeto de possível candidatura, ele já colocou-se como possível candidato e o diálogo continua até as convenções. Mas existem boas possibilidades de caminharmos juntos”, explicou.

Adversário de tempos

Mendes ainda lembrou que, em Mato Grosso, o PT sempre foi seu adversário. Citou, por exemplo, que foi eleito prefeito de Cuiabá em uma eleição disputada contra um representante de esquerda e que a legenda, inclusive, é oposição ao seu governo na Assembleia Legislativa.

“Eu estou mais distante desse campo do que de qualquer outro. Eu acho que o PT aqui, eu tenho que dizer isso, faz um tipo de oposição que eu chamo de ‘necessária, decente’, ‘correta’. Somos adversários políticos, não tenho problemas pessoais com nenhum deles. É um diálogo respeitoso, mas de oposição”, argumentou.

“Então, é natural que estejamos mais próximos do campo do presidente Bolsonaro do que do campo do presidente Lula”, reforçou.

Sem porta-voz

Mendes criticou ainda quem afirma que seu apoio ao presidente Bolsonaro não seria genuíno.

“Eu não me lembro de ter nomeado ninguém como meu porta-voz, então, se tem alguém dizendo algo por mim, está conversando fiado, está mentindo”, disse em tom firme.

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCuiabá terá manifestação bolsonarista no Dia do Trabalhador
Próximo artigoGoverno aceita “força-tarefa” para liberar R$ 460 milhões em emendas