Mauro Mendes quer “orçamento real” e se reúne com deputados para expor situação

Um dos principais temas em pauta deve ser a Lei Orçamentária Anual (LOA) 2019, em construção na Casa de Leis.

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

A fim de expor a situação financeira do Estado e apresentar as alternativas que estão sendo construídas pela futura gestão, o governador eleito Mauro Mendes (DEM) se reúne com os deputados estaduais, na próxima quarta-feira (05), na Assembleia Legislativa. Um dos principais temas em pauta deve ser a Lei Orçamentária Anual (LOA) 2019, em construção na Casa de Leis.

“Nesse momento de dificuldade financeira, em que o Estado passa por uma grave crise, na qual está faltando dinheiro para pagar compromissos importantes em todas as áreas, que nós tenhamos, no mínimo, essa capacidade de dialogar. Queremos mostrar os problemas e as alternativas que estamos trabalhando para construir nesse momento, mostrar aquilo que estamos construindo para 2019”, declarou o democrata nesta terça-feira (04).

Dentre as medidas que serão tomadas imediatamente pela nova gestão, Mauro Mendes destacou a redução de secretarias de 24 para 15, o corte de 3 mil funcionários, bem como a possibilidade de uma “forte redução” nas 20 empresas públicas existentes em Mato Grosso.

Quanto a LOA, o governador eleito disse que está trabalhando com a equipe de transição para que seja construindo um orçamento real, no qual esteja presente o déficit de quase R$ 1,5 bilhão já confirmado para as contas do Estado para o ano que vem.

“Que o orçamento traga em sua peça a realidade da receita e da despesa programada, que, obrigatoriamente, vai acontecer em 2019, cujo déficit supera a casa de R$ 1 bilhão. Já começamos o ano sabendo que vai faltar quase R$ 1,5 bilhão para fechar as contas do ano que vem e isso que estamos conversando com os deputados”.

Duodécimo

Em relação ao duodécimo aos Poderes, que buscam um aumento do repasse, Mauro Mendes ponderou apenas que tem buscado mostrar as dificuldades do Estado e o esforço que o futuro governo tem feito para pôr a casa em ordem e reforçou: “todo mundo precisa ajudar Mato Grosso nesse momento, não apenas o Executivo”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS