Mauro Mendes fecha lista de secretários; confira todos os nomes

    O governador diplomado de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), anunciou os últimos três nomes que irão compor seu secretariado

    (Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

    O governador diplomado de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), anunciou os últimos três nomes que irão compor seu secretariado na gestão a ser iniciada no dia 1° de janeiro de 2019.

    O ex-prefeito Nilton Borgato (PSD) assumirá a Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (Secitec) e o deputado estadual Silvano Amaral (MDB) comandará a Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf).

    Já a Procuradoria Geral do Estado ficará sob a responsabilidade do procurador Francisco de Assis da Silva Lopes.

    “Todo o time escolhido preenche os requisitos de competência, experiência e conhecimento sobre a área de atuação. E, principalmente, tem vontade de sobra em trabalhar por Mato Grosso e estao conscientes do enorme desafio face a dura realidade financeira do Estado”, afirmou o governador eleito.

    Mauro destacou que a principal missão dos novos secretários será o de colocar em prática as medidas necessárias para equilibrar as contas do Estado – por meio de uma política de redução de despesas e incremento de receitas – e de melhorar os serviços prestados ao cidadão.

    O governador diplomado lembrou que uma das primeiras atitudes a serem tomadas para reduzir as despesas é a diminuição das atuais 24 secretarias para 15, além do corte de mais de três mil cargos, entre comissionados, contratados e de função gratificada.

    “Foi feito um trabalho minucioso pela nossa equipe de transição, que fez o diagnóstico e apresentou alternativas para os maiores problemas do Estado. Com base nisso, pude escolher as pessoas mais qualificadas para o perfil que cada secretaria exige”, explicou Mauro.

    Últimos nomes

    Nilton Borgato foi secretário municipal em Porto Esperidião de 2001 a 2008 e atuou como de prefeito de Glória D’Oeste de 2009 a 2016. Foi presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde de 2009 a 2012 e assessor especial da vice- governadoria de 05/2017 a 03/2018.

    Silvano Amaral é deputado estadual. Na Assembleia, é membro titular da Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária (CEFAEO), membro também das comissões de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto; Saúde Previdência e Assistência Social; Agropecuária, Desenvolvimento Florestal e Agrário e de Regularização Fundiária e Indústria, Comércio e Turismo. Também foi secretário de Finanças e de Governo em Sinop.

    Francisco de Assis da Silva Lopes é formado em Direito pela Instituição Toledo de Ensino, de Presidente Prudente (SP). Vive em Cuiabá há 30 anos e atua desde 2002 na Procuradoria Geral do Estado.

    Confira a lista completa do secretariado da gestão Mauro Mendes:

    1 – Alexandre Bustamante (Segurança, Justiça e Direitos Humanos)

    2 – Allan Kardec (Cultura, Esportes e Lazer)

    3 – Basílio Bezerra Guimarães dos Santos (Secretaria de Gestão e Planejamento)

    4 – Cesar Miranda Lima (Desenvolvimento Econômico)

    5 – Emerson Hayashida (Controladoria Geral do Estado)

    6 – Francisco de Assis da Silva Lopes (Procuradoria Geral do Estado)

    7 – Gilberto Figueiredo (Saúde)

    8 – Marcelo de Oliveira, o Marcelo Padeiro (Infraestrutura)

    9 – Marioneide Angelica Kliemaschewsk (Educação)

    10 – Mauren Lazaretti (Meio Ambiente)

    11 – Mauro Carvalho (Casa Civil)

    12 – Nilton Borgato (Ciência, Tecnologia e Inovação)

    13 – Rogério Gallo (Fazenda)

    14 – Rosamaria Ferreira de Carvalho (Trabalho e Assistência Social)

    15 – Silvano Amaral (Agricultura Familiar)

    Use este espaço apenas para a comunicação de erros





    Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

    DEIXE SEU COMENTÁRIO

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Artigo anteriorShow de dupla nacional é suspenso até organizadores comprovarem medidas de segurança
    Próximo artigoCVM abre inquéritos para apurar irregularidade de controladores da JBS