Mauro Mendes defende voto auditável para eleições de 2022

Governador diz que urnas eletrônicas podem emitir recibo, se necessário, para evitar "dúvidas" sobre o resultado

O governador Mauro Mendes disse ser a favor de um sistema de votos auditável para as eleições de 2022. O modelo seria uma combinação da urna eletrônica com o voto impresso, o que vem sendo defendido pelo presidente Jair Bolsonaro. 

Em post no perfil próprio nas redes sociais nesta quinta-feira (4), Mauro Mendes disse que o voto auditável seria uma alternativa para evitar dúvidas sobre o resultado das eleições gerais.  

“A democracia e a população não precisam conviver com essa dúvida. Temos que superar esse assunto e focar as energias do país para gerar emprego, melhorar a saúde, a segurança e tantos outros assuntos relevantes para o Brasil e os brasileiros”, afirmou. 

A Câmara Federal deve votar até o fim de agosto novas regras para as eleições. Os deputados defendem o voto com um mecanismo de auditoria como uma saída para a polarização entre voto totalmente no papel e a manutenção do voto eletrônico. 

Os eleitores continuariam a votar na urna eletrônica, que seria adaptada para registrar um comprovante individual de voto que ficaria disponível para impressão em caso de necessidade de conferir os registros. 

Porém, não seria entregue ao eleitor um comprovante. Alguns parlamentares afirmam isso serviria para pressionar a prestação de conta por supostos compradores de votos. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMT queima 7 mil campos de futebol por dia no período proibitivo
Próximo artigoUniversidades em MT ofertam mais de 7 mil vagas