Mauro e Jayme contra Savi

Ambos foram minoria na reunião da executiva que aprovou a ida à reeleição do estadual

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Os candidatos do DEM ao governo e ao Senado, Mauro Mendes e Jayme Campos, foram contra a candidatura do deputado estadual Mauro Savi, que saiu da prisão há menos de duas semanas, e deve entrar no lugar do empresário Jeremias Prado, que desistiu da corrida eleitoral.

Segundo nota enviada pela assessoria do deputado federal Fabio Garcia, presidente do partido, ambos foram minoria na reunião da executiva que aprovou a candidatura, na segunda-feira (3).

O secretário-geral do DEM, Julio Campos, havia informado ao LIVRE que o placar foi de 4 a 3, em votação secreta. Na tentativa de descolar os dois candidatos da decisão partidária e da imagem de Mauro Savi, acusado de liderar um esquema de corrupção no Detran, a direção do DEM decidiu esclarecer que tanto Mauro como Jayme foram voto vencido nessa decisão.

Leia a nota na íntegra:

Democratas vem informar a decisão tomada em reunião da executiva do partido:

1) O protocolo foi feito após a abertura de uma vaga na coligação em razão da desistência do então candidato a deputado estadual Jeremias Prado dos Santos, o que é previsto no estatuto do partido;

2) A Executiva Estadual do DEM colocou o requerimento em votação e aprovou, por maioria, o pedido de registro de Mauro Savi. Votaram de forma contrária ao pedido o candidato ao Governo do Estado, Mauro Mendes, e o candidato ao Senado, Jayme Campos.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSecretário responsável por caravana diz que governo está “no escuro” com Operação Catarata
Próximo artigoCom IPVA vencido, sem carteira e na contramão, menor atropela mulher de 51 anos