MT bate novo recorde e faz 1,4 mil diagnósticos de covid em 24 horas

Mais 39 pessoas morreram e o número de mortes chegou a 896 desde o início da pandemia. Até agora, 9,6 mil pessoas se curaram

(Divulgação)

Mato Grosso bateu um novo recorde de novos casos da covid-19 em 24 horas. O boletim informativo da Secretaria de Estado de Saúde (SES) divulgado nesta terça-feira (7) mostra que 1.428 pessoas foram diagnosticadas com a doença, em relação ao boletim anterior. 

O número mostra que a pandemia continua em expansão no Estado, já perto de quatro meses do primeiro registro.

A quantidade de mortes também foi elevada: 39 somente de segunda para terça-feira. Com isso, o número de óbitos, desde a chegada do novo coronavírus em Mato Grosso, chegou a 896.  

Pelo histórico das últimas semanas, é possível acreditar que o Estado deve atingir a marca de mil vítimas fatais até o fim de semana. 

Conforme a Secretaria de Estado de Saúde, as 39 mortes mais recentes são de pacientes de 18 municípios mato-grossenses (veja lista). Uma das pessoas, no entanto, era morador de Araucária, cidade do interior do Paraná.

  • Rondonópolis
  • Colíder
  • Cuiabá
  • Porto Esperidião
  • São José dos Quatro Marcos  
  • Primavera do Leste
  • Araputanga
  • Nova Xavantina
  • Nova Olímpia
  • Várzea Grande
  • Sinop
  • Sorriso
  • Dom Aquino
  • Nobres
  • Querência
  • Santa Terezinha
  • Campo Verde
  • Confresa

Ainda conforme o boletim informativo, dos 23.506 casos confirmados da covid-19 em Mato Grosso até agora, 12.272 pessoas ainda estão doentes, mas com sintomas leves, que lhes permite fazer o tratamento em casa. 

O número de pessoas que se curou da doença chegou a 9.607.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a covid-19, há 233 internações em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e 303 em enfermaria. Com isso, a taxa de ocupação dos leitos está em 93,2% para UTIs e em 44,5% para os clínicos. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCargos de (des)confiança: Audicom ajuíza ação contra Prefeitura de Cáceres
Próximo artigoPerda de líder religioso

O LIVRE ADS