Máscaras em aeroportos internacionais

Recomendação cai enquanto China volta a registrar o aumento dos casos de covid

Brasília - A partir de hoje (18) a inspeção de bagagens nos aeroportos do país estará mais rigorosa, é que começa a valer as novas determinações da Agência Nacional de Aviação Civil para garantir maior segurança nos voos (José Cruz/Agência Brasil)

A recomendação sobre os uso de máscaras em aeroportos e voos na União Europeia está com os dias contados. A Agência Europeia para a Segurança da Aviação (Easa) e o Centro de Prevenção e Controle de Doenças (ECDC) informaram que, a partir de segunda-feira (16), cada aeroporto e companhia aérea pode definir o que acha mais adequado livremente.

Contudo, os passageiros precisam ficar atentos porque a recomendação da agência não interfere nas decisões de cada país em particular e, principalmente, no que diz respeito ao transporte público na saída dos aeroportos.

A decisão vem em um momento no qual a China está fechando alguns pontos turísticos e de grande aglomeração para tentar conter a proliferação do covid, que volta a ameaçar a saúde pública daquele país, onde foi registrado o primeiro epicentro da doença.

No Brasil, as normas já foram afrouxadas e as pessoas conseguem até acessar lugares fechados sem o uso de máscaras na maior parte dos municípios.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorRedução do parque Ricardo Franco: Dal Bosco diz que pedirá a retirada do projeto de pauta
Próximo artigoMinas e Energia: Sachsida assume ministério com missão de reduzir o preço dos combustíveis