Marlboro quer investir mais de 1 bilhão de dólares na produção de maconha

Fabricante de cigarros espera entrar com força no mercado canadense do consumo de maconha

(Divulgação)

Com a legalização da Cannabis para uso recreativo no Canadá, um forte mercado mais profissional vem surgindo no país da América do Norte, atraindo novas e antigas empresas ligadas ao tabagismo. 

Ao que tudo indica, o primeiro grande grupo a entrar na disputa será a gigante americana Marlboro, maior empresa de cigarros do mundo, com mais de 114 anos de idade. O grupo americano está em avançadas negociações para comprar a empresa canadense de maconha Cronos,  que é a primeira grande empresa de maconha do país que só recentemente legalizou o uso da substância.

Outro grande grupo que quer entrar no mercado é a Constellation Brands, proprietária da cerveja Corona e outros rótulos, que informou ter investido US$ 4 bilhões na Canopy Growth, uma produtora de maconha no Canadá.

Caso o negócio entre a Marlboro e a Cronos se solidifique, é provável que o consumo de cannabis seja o carro-chefe da Marlboro, que já deu declarações que pretende buscar outros mercados além do cigarro, seu tradicional produto, que segundo a empresa não traz o retorno que trazia no passado.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

4 COMENTÁRIOS

  1. Puro papo furado de ativistas antitabaco. COnheço 17 anos essa gente. A OMS, incentiva estruturas de governo, a fraudar dados e estatisticas. A FIOCRUZ, e o INCA, são esses órgãos, fraudadores. Isso é caso de policia, INFORMAÇÃO OFICIAL. Apenas no intuito de ajudar nessa questão do cigarro, passo informações oficiais. 1) fumo passivo do cigarro é fantasia, nunca existiu, foi “encomendado” por organizações antitabaco, patrocinadas pelo Bloomberg, no Youtube, tem a explicação do dr. Gori do US National Câncer, explicando os motivos, portanto, não existe fumo passivo do cigarro. 2) câncer de pulmão na realidade, é epidemia em quem não fuma, e para piorar, aumenta a niveis galopantes em não fumantes, FONTE. Instituto Lado a Lado câncer de pulmão um novo olhar. 3) outra falsa informaçaõ essa de que morrem 200 mil fumantes todo ano no Brasil, basta acessar o DATASUS, banco de dados, onde médicos de todo o Brasil por formulário informam as causas mortis morrem apenas 925 fumantes ano no Brasil, pois de 2006 a 2010, foram a óbito 4625 fumantes. 4) é a fumaça do diesel que está matando e adoecendo todo mundo, e não o cigarro, basta acessar GloboNews, os beneficios do biodiesel, e mostra claramente na autópsia, como é o pulmão de não fumantes no Brasil, ele é totalmente preto, podre e encharcado. 5) Própria medicina decretou no processo de nr. 583.00.1995.523.167-5 que essas campanhas contra o cigarro sempre foram fantasias, no mesmo processo a medicina sequer encontrou causualidade DIRETA entre fumar e câncer, isso é até o óbvio, pois ninguém sabe as causas do câncer. 6) cientistas da universidade John Hopkins, já alertam o mundo, que câncer nada tem a ver com fatores externos, como o cigarro por exemplo, câncer vem pelo azar, está publicado na mais famos revista de ciência do mundo, a SCIENCE, 7) 372 BILHOES ANUAIS, o governo brasileiro gasta com alcoolismo, ou seja, 7,3% do PIB brasileira, 90% de todas as mortes por drogas ditas legalizadas é pelo alcool, infelizmente isso prova que falar mal do cigarro, é apenas ideologia para organizações antitabaco. Infelizmente, além de falsos dados, saúde é o que menos interessa. Caso queiram os links oficiais, informem. Um grande abraço.

  2. Eles têm que dar um jeito de contornar essas dificuldades que o antitabagismo provoca, ora! Mas é estranho, porque paradoxalmente, enquanto os cigarros de fumo são demonizados no mundo, a maconha é cada vez mais tolerada. Em especial na terra do Mujica, o conhecido anittabagista do Uruguai.

  3. A indústria está apenas bolando formas de se livrar dessa preção antitabagista cada vez maior, ora. Mas é interessante porque à medida que a paranóia contra o cigarro de fumo aumenta, cresce cada vez mais a aceitação da maconha no mundo. A Philip Morris está apenas procurando alternativas. Simples assim!

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPronto Socorro recebe climatização e mais três enfermarias para internação
Próximo artigoCom 82 votos, Neurilan Fraga é eleito presidente da AMM para 3º mandato seguido

O LIVRE ADS