Marisa Letícia segue na UTI por tempo indeterminado

A ex-primeira-dama Marisa Letícia, que sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) hemorrágico nesta terça-feira, 24, e foi submetida a um procedimento cirúrgico para estancar o sangramento, seguirá em tratamento intensivo por tempo indeterminado, informou o hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, onde ela está internada. O boletim médico, divulgado às 10h30 desta quarta-feira, no entanto, não informa o estado de saúde da ex-primeira-dama.

Segundo o boletim, a esposa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve uma hemorragia cerebral após a ruptura causada por um aneurisma. Ela foi imediatamente submetida a um atendimento de emergência, seguido de cirurgia endovascular (embolização) e oclusão (fechamento) do aneurisma.

O hospital afirmou também que as equipes médicas que acompanham o caso de Marisa são coordenadas pelos médicos Roberto Kalil Filho, Milberto Scaff, Marcos Stávale e José Guilherme Caldas. Kalil é médico da família de Lula.

Em entrevista ao LIVRE, por telefone, o médico Roberto Kalil Filho não confirmou se Marisa Letícia está em coma induzido. “Todas as informações constam no boletim médico divulgado pela manhã”, disse o médico.

Confira a íntegra do boletim divulgado pelo hospital nesta manhã:

A paciente Marisa Letícia Lula da Silva segue internada sob cuidados intensivos no Hospital Sírio-Libanês. Nas últimas horas, foi submetida a nova avaliação tomográfica de crânio para controle de sangramento cerebral. Após avaliação das equipes médicas foi realizada a passagem de um cateter ventricular para monitoração da pressão intracraniana.

As equipes médicas que a acompanham são coordenadas pelo Prof. Dr. Roberto Kalil Filho, Prof. Dr. Milberto Scaff, Prof. Dr. Marcos Stávale e Prof. Dr. José Guilherme Caldas.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior“Aquarius” é indicado ao César de Filme Estrangeiro
Próximo artigoBoas-vindas