Marcel Van Hattem descarta possibilidade de Impeachment de Bolsonaro

Para o candidato ao cargo de presidente da Câmara, Impeachment sem crime de responsabilidade é tumulto na democracia

(Foto: congresso)

O deputado Federal e candidato ao cargo de presidente da Câmara Marcel van Hattem (NOVO) descartou a possibilidade de um eventual Impeachment de Bolsonaro. Em entrevista à rádio Jovem Pan, o deputado afirmou que não vê crime de responsabilidade no governo de Bolsonaro.

Ainda segundo Van Hattem, um processo de Impeachment sem um crime concreto de responsabilidade ou corrupção é um processo doloroso para o país e acaba por tumultuar a democracia nacional.

“É algo que o [Rodrigo] Maia tem dito e que o Novo tem avaliado. O impeachment é um processo que demanda crime claramente definido. Há fatos pretéritos que dão preocupação, como o uso da Abin para fins pessoais, o Novo requereu informações para entender melhor o assunto. Senão, é apenas mais um tumulto na democracia e nas instituições, o que não é bem-vindo”, completa.

O deputado também reiterou que, se eleito presidente da Câmara, pretende unir os deputados para avançar pautas importantes que estariam travadas no congresso. Defensor de uma reforma tributária e das privatizações, tudo indica que essas seriam suas principais pautas.

“Precisamos começar a agilizar o que está parado na Câmara. Não temos problemas em elogiar quando tem mérito ou criticar quando precisa. Já elogiamos a Reforma da Previdência, mas não temos controle sobre tudo. Precisamos manter a fiscalização constante. As privatizações dos Correios e da Eletrobrás estão paradas.”

Desde que foi reeleito Deputado Federal em 2018, Marcel é considerado o parlamentar do Novo mais próximo ao presidente e o que mais trabalhou por aprovações de pautas do governo na Câmara.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHomem estupra garota de programa, arrepende-se, chora e a estupra de novo
Próximo artigoUm terço dos municípios de Mato Grosso vai imunizar menos de 100 habitantes