Mamas, saúde e beleza

Minha releitura pessoal, com um olhar preciso de um cirurgião plástico,  diante do universo feminino se traduz em uma frequente expansão, um crescimento que trilha não apenas na construção e reconstrução física da beleza, no alcance de um padrão estético elevado, mas principalmente no principio da  aceitação, do bem estar  e da aprovação de si mesmo.  Neste momento, especialmente por causa do mês de outubro, a classe médica coloca tradicionalmente a mulher em foco, a tônica, no entanto, sempre assusta, o câncer de mama. Atendendo mulheres há mais de 15 anos em meu consultório, se tornou clara a visão, de como a preocupação da mulher com seu corpo é mais profunda com a mama, em dois sentidos, beleza e saúde.

Desconheço outra relação mais intimista nesta conjuntura, e encontro nessa realidade, a força e a feminilidade das mulheres. Elas são incríveis, e se deparam todos os anos com números assustadores, de acordo com estimativas do INCA ( Instituto Nacional do Câncer)  o número de novos casos de câncer de mama no Brasil  é elevado, são esperados mais de 60 mil, média anual. Em um contexto mais amplo, o país pode ter um total de  625 mil novos casos de câncer a cada ano do triênio 2020-2022, sendo o de mama o segundo em maior incidência dentro desta projeção geral.

De outro lado, a mama ganha também outro holofote; o implante de silicone e outros procedimentos, como a mastopexia que propõe o mesmo, a felicidade, a plena realização com esta parte do corpo tão especial as mulheres. Não por menos, dados da (SBCP) Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, revelam que este procedimento é o pedido mais frequente nos consultórios do país, em geral se mantem na liderança no quesito cirurgia plástica. Antes de me dedicar a esta especialidade, talvez não tivesse a compreensão do motivo, afinal, porque as próteses de silicone ainda são mais recorrentes que lipoaspiração, em um mundo em que todas as mulheres desejam um corpo sem gordurinhas e remodelado? Bem, como disse acima, a frequente expansão necessária para a compreensão do fantástico universo feminino, faz ecoar em minha mente, o que as mulheres sempre nos tentaram dizer; a mama é a expressão mais delicada do corpo feminino, e também o mais forte e poderoso símbolo da feminilidade, sexualidade e também da vida.

As mulheres são donas de seu corpo, e foram abençoadas com os seios e fazem jus ao merecimento desta particularidade com tanta defesa e devoção que elas têm livre direito em transformar esta região como bem desejam. É louvável quando elas decidem por um procedimento estético, mesmo sabendo que não se trata de uma fórmula mágica e instantânea, a cirurgia requer prazos para exibir seu esplendor. O processo inclui cortes, inchaços, roxos, mobilidade reduzida, ou seja, é doloroso e requer paciência. Algo que admiro nas mulheres, elas sabem esperar, se propõe aos cuidados, e mesmo diante do processo doloroso, sorriem com plena satisfação até mesmo durante essa fase de transformação, porque tem a certeza de que é merecedora da maravilhosa medicina que cuida tão bem do seu corpo, atende seus anseios e desejos.

A mulher que cuida da saúde e beleza das mamas, que emolduram seu colo, sente-se mais bela, desejada e confiante.  No geral, para todas as mulheres tenho uma compreensão, sabendo o quanto é forte o elo mama e autoestima, não posso deixar de aconselhar, ame-se mesmo e muito. Não imponha fronteiras nesta relação, cuide-se sempre, todos os dias, se possível for, da sua beleza e a da sua saúde, a medicina que represento busca incansavelmente oferecer uma condição; vida em abundância.

Dr. Eduardo Sauter, Cirurgião  Plástico  – CRM 4649

Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEmpresário acusado de estupro em entrevista de emprego é preso em flagrante
Próximo artigoRestaurante Serafina conquista Cuiabá e o mundo com uma gastronomia Italiana legitima