Mais sete mulheres acusam Cuba Gooding Jr. de assédio sexual

Ator responde a diversos processos

O ator Cuba Gooding Jr. está em maus lençóis com a Justiça. No total, 14 mulheres já o denunciaram por assédio sexual.

O ator passou pelo primeiro julgamento em 15 de outubro e, apesar de não ter sido condenado à prisão inicialmente, terá outra sessão no início de janeiro.

Agora, novas acusações surgiram e podem complicar ainda mais a situação. De acordo com documentos obtidos pelo Page Six, 7 novas mulheres indiciaram o astro por abusos sexuais.

Um desses novos casos aconteceu supostamente em 2009, durante o Festival de Cinema de Sundance. De acordo com o depoimento, na ocasião, Cuba convidou uma mulher para outro evento e, quando ela disse ao ator que iria embora, ele “pareceu agitado”.

Em um corredor isolado já nos fundos do local, ele “começou a beijá-la sem consentimento” e, quando ela o afastou, percebendo que o ator era casado, ele “colocou a mão nas nádegas dela”.

Ainda segundo o relato, ele colocou “a mão dele com força na região da virilha das calças dela, colocando os dedos no ânus dela” e rasgando a calça. Cuba só deixou a mulher ir embora quando ela mordeu a bochecha dele, “fazendo com que ele recuasse”.

O advogado do astro comentou o novo caso, alegando que seu cliente é inocente de todas as acusações.

“As alegações espúrias e inexpressivas oferecidas pelo Ministério Público são tão antigas e desatualizadas, sem detalhes e impedem que o Réu se defenda contra elas. Portanto, demonstra que o motivo do Ministério Público em apresentar essas alegações inflamatórias não tem valor probatório, mas [foram feitas] meramente para obter uma vantagem contra o réu e influenciar o júri”, pronunciou.

O novo julgamento de Cuba Gooding Jr. acontecerá em 22 de janeiro.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMendes não quer recesso
Próximo artigoQuadrilha que traficava cocaína e ecstasy é alvo de operação da PF