Mais médicos para MT: prova do Revalida deve ser aplicada em agosto

Governo de Mato Grosso ofereceu ajuda financeira para viabilizar o exame que pode permitir que mais de mil médicos formados no exterior atuem no Brasil

(Foto: Reprodução/Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Após ser suspensa em função da pandemia de covid-19, a prova do Revalida – que pode autorizar médicos formados no exterior a trabalhar no Brasil – enfim deve ser aplicada. A previsão do secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, é de que o exame ocorra até o final de agosto.

Ele e outros políticos – entre eles o senador Carlos Fávaro (PSD) – se uniram nesta segunda-feira (27) com o reitor da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Evandro Soares, para tratar do assunto.

O último exame foi feito em 2018 e, hoje, cerca de mil médicos aguardam a prova para poder atuar no Brasil.

Segundo o governo, eles não estão em grupos de risco e podem ser empregados na linha de frente contra a covid-19.

LEIA TAMBÉM

“A prova será feita até o final de agosto, com todas as estruturas de vigilância sanitária, tomando todos os cuidados para evitar o contágio de covid-19”, afirmou o secretário.

De acordo com a UFMT, todavia, ainda não há um prazo definido para a aplicação.

“Há a necessidade de um prazo para que os revalidandos possam se programar e comprar passagens, já que grande parte está fora de Mato Grosso, em Estados como Rondônia, Minas Gerais e Bahia”, explicou Soares.

Além disso, a UFMT deverá quadruplicar o número de salas disponíveis, fiscais e providenciar equipamentos de proteção individual para a realização das provas. Para isso, o governo de Mato Grosso garantiu ajuda financeira.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior3,5 mil professores
Próximo artigoHortência e Oscar Schmidt: ícones do basquete e maiores cestinhas do Brasil