Mais gado que gente: MT sozinho tem quase 15% do rebanho nacional

Dados de 2019 divulgados pelo IBGE mostram que Mato Grosso superou todos os Estados no Nordeste juntos

(Foto: Ascom/Acrimat)

Com 31,7 milhões de cabeças de gado – cerca de 10 vezes bois que habitantes -, Mato Grosso sozinho concentra 14,8% no rebanho nacional.

Os números são da Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM 2019), divulgada nesta quinta-feira (15) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e que mostra que o rebanho de bovinos – com 214,7 milhões de cabeças no país – teve alta de 0,4% no ano passado.

De acordo com o IBGE, a pecuária brasileira teve, em 2019, influência do contexto internacional. Abalada pela peste suína e visando a atender o mercado crescente interno, a China importou do Brasil 497,7 mil toneladas de carne bovina, o que representa uma expansão de 54,4% ante 2018.

O crescimento do rebanho veio após dois anos de retração. E foi puxado por Mato Grosso que – novamente, sozinho – aumentou seu plantel em 5,1%. Quase o dobro do registrado por todos os Estados da Região Nordeste (2,7%), que também ajudou a puxar esse incremento.

Com isso, a Região Centro Oeste permaneceu líder em participação no efetivo de bovinos no país (34,5%), com um total de 74 milhões de cabeças.

Apesar disso, o maior município produtor no Brasil está no Pará: São Félix do Xingu, com 2,2 milhões.

Leite

Apesar disso, a produção de leite não é o forte mato-grossense. O título fica com Minas Gerais. O Estado respondeu por 27,1% da quantidade total produzida, tendo um aumento de 5,7% em relação a 2018.

E ainda assim, o preço médio pago pelo litro de leite no Brasil subiu 6,7% no ano passado.

(Com Agência Brasil)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCinco vezes mais
Próximo artigoAvião de candidata de Bolsonaro ao Senado faz pouso forçado no interior de MT