Mais estudantes vão entrar na UFMT, porém com notas baixas

Quantidade de vagas preenchidas na primeira chamada é superior à de 2020, mas com desempenho mais abaixo dos candidatos

(Ednilson Aguiar/O Livre)

Mais estudantes deverão ingressar na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) neste ano, mas com notas de corte bem mais baixas do que as registradas na seleção de 2020. 

A inscrição para a primeira chamada encerrou no dia 23 de abril e 59% das 4.951 vagas ofertadas pela instituição foram preenchidas. O índice é um pouco superior ao de 2020, ano em que a primeira chamada preencheu 55% das vagas. 

Conforme a universidade, a baixa participação no último Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) pode ter sido o motivo para as notas mais baixas dos entrantes deste ano. A abstenção do Enem em Mato Grosso ficou acima de 60%. 

Na UFMT. a média de corte neste ano ficou em 485 pontos, na primeira chamada, enquanto que no ano passado foi de 503. A tendência é que essa marca caia ainda mais para a segunda chamada do Sistema de Seleção Única (SiSu). 

O desempenho mais abaixo dos candidatos levou à redução da nota para a entrega em sete cursos do topo de concorrência, entre eles veterinária, administração, psicologia e arquitetura e urbanismo.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPM intercepta suspeitos com 24 celulares e droga que seriam jogados em unidade prisional
Próximo artigoEnergia solar: Justiça dá segunda liminar que proíbe tributação em MT