Maior do país, pecuária de Mato Grosso é avaliada em R$ 40 bilhões

Diretor da Acrimat avaliou crescimento do rebanho do estado, que representa pontos positivos para Mato Grosso

Foto: Estadão

Se o rebanho de Mato Grosso fosse considerado um país, ele seria o sexto no ranking mundial, à frente da Austrália, mas atrás da Argentina. A comparação foi do diretor da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Francisco Manzi, na quinta-feira (19), quando o Instituto de Defesa Agropecuária (Indea) apresentou o levantamento da campanha de vacinação contra a febre aftosa, em Cuiabá.

Conforme o levantamento apresentado, Mato Grosso possui, atualmente, mais de 30 milhões de cabeças de bovinos (bois) e bubalinos (búfalos). No Brasil, o número gira em torno de 226 milhões. Dessa forma, se o Estado fosse considerado um país, em um ranking comparativo ele estaria em sexto lugar, ficando atrás da Argentina – que possui em torno de 53 milhões de rebanho -, e a frente da Austrália – que possui, aproximadamente, 28 milhões de cabeças.

O diretor da Acrimat avalia o tamanho do rebanho como um número expressivo para Mato Grosso, que possui a maior pecuária do país. Segundo ele, o rebanho do Estado está avaliado em quase R$ 40 bilhões, considerando o último valor de um bezerro desmamado apontado pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

“Se alguém quisesse comprar o rebanho de Mato Grosso inteiro, você pegaria os 30 milhões e multiplicaria pelo valor de um bezerro desmamado, que é em torno de R$ 1,3 mil. Então você teria aí em torno de R$ 40 bilhões”, disse, explicando a conta.

O secretário adjunto de Agricultura da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico(Sedec), Alexandre Possobon, observou que houve um aumento natural no rebanho mato-grossense, que era de 29 milhões em 2017. Segundo ele, isso é símbolo de uma mudança positiva no setor.

“Outro número importante mostra que a agricultura vem avançando suas áreas em cima da pecuária e mesmo assim temos um aumento no rebanho. Isso significa que o produtor tem aumentado sua produtividade, um conjunto para a pecuária, que é o pilar a nossa economia”, comentou, complementando sobre “fazer mais com menos”.

Atualmente, Mato Grosso possui a maior pecuária do país com os mais de 30 milhões de animais. Além disso, cinco das 141 cidades do estado estão na lista das 20 com maiores rebanhos, sendo elas: Cáceres, com mais de 1,8 milhão, Vila Bela da Santíssima Trindade, com 994 mil, Juara, com 970 mil, Alta Floresta, com 780 mil e Juína, com 752 mil cabeças.

Leia mais

Vacinação contra febre aftosa atinge 99,63% do rebanho em Mato Grosso

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPSD está dividido entre três pré-candidatos a governador
Próximo artigoPSOL confirma Boulos, do Movimento Sem-Teto, como candidato a presidente

O LIVRE ADS