Mães denunciam funcionária de escola em VG por maus-tratos a crianças

Entre os atos, ela negava água para as crianças e ameaçava bater nelas com chinelo

Ao menos sete mães procuraram a delegacia nessa segunda-feira (6) para denunciar uma funcionária de uma escola e berçário localizada no Bairro Nova Fronteira, em Várzea Grande, por maus-tratos às crianças que estudam no local.

Segundo uma das mães, de 27 anos, ela tirou seus dois filhos do berçário porque notou que eles sempre voltavam machucados e reclamando que não queriam voltar para o local.

Ela começou a perceber que outras mães estavam tendo o mesmo problema e resolveu reunir todas e procurar a polícia, pois perceberam que as crianças estavam sendo maltratadas por uma funcionária da escola.

Ao menos sete mães se uniram e todas tiraram os filhos da instituição. Entre as reclamações, as mães alegam que a funcionária nega água para as crianças beberem e ameaça bater nelas com chinelo – inclusive as mães disseram à polícia que há vídeos dela fazendo essas coisas.

Elas alegam, ainda, que uma professora que trabalhava no local pediu demissão por não aguentar ver os maus-tratos às crianças.

Diante de tudo isso, as mães registraram um boletim dizendo que querem representar criminalmente contra a suspeita. O caso foi registrado como maus-tratos.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPantanal Shopping: clientes com compras acima de R$ 350 ganham panettone de brinde
Próximo artigoMorador morre carbonizado em incêndio em residência em MT