|Quinta-feira, 15 novembro 2018

Mãe que lutava contra doença rara do filho morre quatro meses depois dele

Serginho faleceu no dia 1º de julho e, desde então, sua mãe teria perdido a vontade de viver

COMPARTILHECOMPARTILHE

A mãe do jovem Sérgio Luiz Ferreira da Silva, conhecido como Serginho, morreu nessa quarta-feira (07) em Cuiabá. Rita de Cássia cuidou incansavelmente de seu filho por 20 anos e, após o adeus ao menino, que faleceu no dia 1º de julho deste ano, ela teria perdido a vontade de viver.

A família ficou conhecida porque Serginho travava uma longa batalha contra a doença chamada epidermólise bolhosa, considerada rara e complexa. Em uma publicação no Facebook, uma amiga da família divulgou a morte, chamando a Rita e ao filho de “guerreiros”.

“Com a morte do filho, em julho, ela perdeu a vontade de viver, já não tinha mais a pessoa que dependia dos seus cuidados e do seu amor”, disse a amiga.

Segundo a publicação, após a morte do filho, a saúde de Rita ficou debilitada e precisou ela mesma de uma internação hospitalar, no isolamento, “que, infelizmente, não aconteceu devido à precariedade de nosso sistema de saúde”, escreveu a amiga.

Rita, uma guerreira que lutou pela saúde do filho a vida toda, agora, enfim, descansará junto a seu menino.

Lição de vida

Serginho, desde cedo, mostrou-se ser um grande sobrevivente: nasceu com uma doença genética rara e recebeu a sentença de apenas um mês de vida. Contrariando os médicos, cresceu, lutou e inspirou muita gente, por meio de diversas palestras motivacionais. O menino nunca chegou a andar. Saiu do carrinho de bebê para uma cadeira de rodas e teve seu desenvolvimento afetado – e mesmo com sua doença, que causa a descamação da pele e, por consequência, maior sensibilidade, não se deixava esmorecer. Era fonte de alegria para quem o cercava.

A história do menino também é marcada por solidariedade. Em razão das condições da família, Serginho, sempre querido na vizinhança, contava com ajuda da população para a aquisição de medicamentos e custeio de tratamentos. Serginho chegou a ser atendido em um hospital de São Paulo, onde fazia radioterapia. No entanto, o alto valor do tratamento fez com que a família precisasse continuá-lo no Hospital Júlio Müller, em Cuiabá.

Em razão de um tumor no joelho, Serginho chegou a ter uma das pernas amputadas no ano passado. O momento trouxe tristeza. Mesmo sem nunca ter andado, ele sentia falta da perna, mas sabia que era o melhor, já que o membro lhe trazia dor. Em diversas entrevistas, Serginho se dizia grato pela solidariedade das pessoas. Dizia ser um garoto feliz e querido.

Ele morreu no dia 1º de julho, depois de ter complicações e ser internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Júlio Müller, e não resistir.

Deixe um comentário

Please enter your name here
Please enter your comment!

DESTAQUES

Bairro Cuiabá História Municípios Policia
Chuva forte alaga principais avenidas de Cuiabá e população reclama – veja vídeos
Cachorro-vinagre: animal ameaçado de extinção é encontrado em MT
Bombeiros fazem simulação de resgate em veículo submerso na ponte Mário Andreazza
Assembléia Legislativa Câmara Municipal Eleições 2018 Governo Judiciário Partidos Prefeitura
Zeca Viana acusa deputados de receberem propina para acabar com as CPIs sobre sonegação
Promotora de Justiça diz que defensor não é homem e pode ser afastada do cargo
Botelho arquiva pedido de afastamento do governador Pedro Taques
Agricultura Agropecuária Economia Agrícola Indicadores Agrícolas Pecuária Tecnologia Agrícola
Estudo aponta aumento de 7,1% em confinamento em Mato Grosso durante 2018
Zeca Viana acusa deputados de receberem propina para acabar com as CPIs sobre sonegação
Leilão Nelore Água Fria em Marabá oferta 100 touros PO e 5 mil bezerros
Artes Cênicas Artes Plásticas Artesanato Cinema Comportamento Cultura Popular Gastronomia LIteratura Música
Japonês paga R$ 65 mil por cerimônia de casamento com um holograma
Festival de cinema traz a Cuiabá sete clássicos do terror japonês em novembro
Papai Noel Pantaneiro chega ao 3 Américas neste domingo em “parada natalina”
Corrupção Economia Eleições Estados Política
Bolsonaro pede empenho dos Estados em aprovação de reformas
Embaixador Ernesto Araújo é escolhido para Relações Exteriores
Bolsonaro debate com governadores eleitos o enxugamento da máquina pública e ajustes fiscais
Concurso Dicas Estágio Vagas de Emprego no Mato Grosso
Últimos dias para inscrição em concurso com salário de até R$ 18 mil; veja oportunidades
Concurso público: MT tem mais de duas mil vagas; salários chegam a R$ 18 mil
Termina neste domingo inscrição para concurso da Prefeitura; salários chegam a R$ 5 mil
X