Mãe apanha e quase leva tiro ao chamar atenção de filho drogado

O jovem de 22 anos, além de bater na mãe, fez um disparo de arma de fogo na rua onde a família reside na região do Porto, em Cuiabá

Policiais suspeitaram dos ocupantes do carro com placa de outra cidade (Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Uma mulher de 41 anos foi agredida e ameaçada com uma arma de fogo pelo próprio filho, depois de ser flagrado utilizando entorpecentes, na tarde de sábado (23). O jovem de 22 anos, além de bater na mãe, fez um disparo de arma de fogo na rua onde a família reside na região do Porto, em Cuiabá.

A Polícia Militar foi acionada às 15h50 para atender a ocorrência, que foi relatada inicialmente como violência contra mulher. À guarnição a mãe agredida, identificada como Izaura, afirmou que estava na casa da mãe quando flagrou o filho usando entorpecentes. Ao chamar sua atenção, ele teria a ameaçado e agredido fisicamente com tapas e chutes.

Testemunhas confirmaram a versão da mãe aos policiais, que encontraram o suspeito nas proximidades da casa onde mora. No local, foram apreendidas uma arma de fogo artesanal e uma cápsula calibre 38, escondidas em um vaso de planta, em frente a casa da família.

O suspeito foi algemado e encaminhado para a Central de Flagrantes para registro de boletim e demais providências. Ele foi enquadrado nos crimes de injúria, ameaça, porte ilegal e disparo de arma de fogo e crimes contra a pessoa.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

3 COMENTÁRIOS

  1. Gostaria muito que o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann , lesse essa matéria, já que o mesmo defende a distinção entre usuário e traficante de drogas.

  2. O remédio é amaciar o lombo deste camarada deixando-o à semelhança de sua barriga. Com poucas aplicações este remédio fará efeito e certamente não se repetirá.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior“Eu realizo, não faço projeto eleitoreiro”, diz Geller sobre aprovação de propostas na Câmara Federal
Próximo artigoJapão e Senegal empatam por 2 a 2 e lideram Grupo H