Mãe agride filho de 13 anos por ele ser homossexual

A mulher ainda ameaçou cortar as pontas dos dedos e a língua do menino se ele procurasse o Conselho Tutelar

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Um adolescente de 13 anos acionou a Polícia Militar na noite dessa terça-feira (17), por volta das 21 horas, depois de ser agredido pela mãe, que não aceita o fato de ele ser homossexual.

Conforme o boletim de ocorrência, em meio a uma discussão, a mãe teria dado tapas no rosto do filho, que saiu de casa, no Bairro Cidade de Deus, em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá) e foi até o Conselho Tutelar do Bairro Jardim Glória I em busca de ajuda. Porém, o local estava fechado por causa do horário.

O menino acionou a Polícia Militar porque estava com medo de voltar para casa, visto que sua mãe teria dito que, se ele procurasse o Conselho Tutelar, cortaria a língua e as pontas dos dedos dele.

Os policiais levaram a vítima para a Central de Flagrantes de Várzea Grande e acionaram o conselheiro tutelar plantonista, que foi até a delegacia e ficou responsável pelo adolescente.

À polícia, o menino contou não ser a primeira vez que a mãe o agride por causa de sua orientação sexual e que até já procurou a assistência social do Fórum de Várzea Grande, mas apenas foi orientado a procurar o Conselho Tutelar caso as agressões voltassem a acontecer.

O caso foi registrado como ocorrência de natureza diversa e será investigado pela Polícia Judiciária Civil. Até o registro a mãe não havia sido encontrada.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorÉtica e imparcialidade: o que juristas de MT pensam sobre os vazamentos da Lava Jato
Próximo artigoRevitalização do Morro da Luz