Maduro toma posse e destaca legitimidade das eleições na Venezuela

Maduro foi reeleito no domingo passado ao receber 6.224.040 votos dos 9.132.655 de venezuelanos que participaram das votações, 46,02% do censo eleitoral em um pleito com a menor participação da história do país

(Divulgação)

Reeleito para mais seis anos de mandato (2019-2025), o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, 55 anos, assumiu hoje (24) e fez o juramento de posse, na Assembleia Nacional Constituinte (ANC), antecipando a cerimônia prevista para janeiro.

Maduro foi reeleito no domingo passado ao receber 6.224.040 votos dos 9.132.655 de venezuelanos que participaram das votações, 46,02% do censo eleitoral em um pleito com a menor participação da história do país.

“Assim podemos dizer que tivemos eleições legais, justas, legítimas e por isso entrego minhas credenciais à vontade popular”, afirmou o presidente reeleito.

A reeleição de Maduro é alvo de contestação interna, por parte de oposicionistas, e externa, pois vários países, incluindo o Brasil, questionam a legitimidade do processo eleitoral. Em nota, o Brasil levantou dúvidas sobre o resultado das eleições.

O governo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou sanções econômicas à Venezuela por discordar do processo eleitoral e da reeleição de Maduro. Trump expulsou os diplomatas venezuelanos do território norte-americano. Maduro reagiu, fazendo o mesmo com os diplomatas norte-americanos na Venzuela.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorGrupo JPupin suspende decisão judicial de SP e recupera fazenda
Próximo artigoAmpa faz balanço positivo de missão à Ásia