Maduro anuncia plano para prevenir apagões na Venezuela

Os venezuelanos enfrentam, pela segunda vez no ano, um longo período de apagão que atinge o país como um todo

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Arquivo Agência Brasil

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou que, em 30 dias será executado um plano de ação para combater o que chama de “guerra elétrica contra a população”. Os venezuelanos enfrentam, pela segunda vez no ano, um longo período de apagão que atinge o país como um todo.

Em decorrência dos impactos causados pelo apagão, as aulas e várias atividades no país foram suspensas. Maduro disse que até quarta-feira (3) a normalidade deve ser retomada. Segundo ele, a intenção é retomar a jornada até as 14h (horário local) em instituições públicas e privadas.

“Já foi aprovado um plano para, em 30 dias, administrar o regime de cargas, equilibrando o processo de geração, assegurando a transmissão, o serviço e o consumo em todo o país”, disse Maduro.

Em discurso transmitido pela televisão, o presidente venezuelano afirmou que vai se empenhar para enfrentar a “grave situação” e novamente disse que há um golpe em curso para tirá-lo do poder. “Imediatamente, começamos o trabalho de recuperação com cientistas, engenheiros e hackers”, afirmou.

Nas redes sociais, Maduro pediu apoio à população para reagir a qualquer tipo de pressão. “Peço a todos os venezuelanos que defendam a paz em todos os cantos do país. Vamos reabastecer todo o sistema elétrico desses ataques.”

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMercado reduz projeção de crescimento da economia para 1,98%
Próximo artigoConfiança dos empresários cai 2,7 pontos de fevereiro para março