Luverdense doa ingressos para alunos da rede estadual

A partida entre o Luverdense e o Corinthians, nesta quinta-feira (09.03), na Arena Pantanal, vai contar com a presença de dois mil alunos da rede pública estadual e seus acompanhantes. A distribuição dos ingressos foi anunciada na manhã desta quarta (08) durante o evento de visitação da imprensa para acompanhar as melhorias feitas na estrutura da Arena Pantanal.

Os ingressos foram doados pelo presidente do Luverdense, Helmute Hollatz, à Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc-MT).  A distribuição dos ingressos começa nesta quarta, a partir das 14h30, dentro do Ginásio Aecim Tocantins, no bairro Verdão. Os ingressos valerão para os primeiros mil alunos que chegarem ao ginásio juntos com os seus acompanhantes.

Para retirar o ingresso o estudante precisa apresentar um atestado de regularidade escolar. Já o acompanhante precisa ser maior de idade e apresentar os dados pessoais (CPF e RG).

O secretário adjunto de Esporte e Lazer, Leonardo de Oliveira, destacou a importância da ação no sentido de incentivar a prática do esporte entre os jovens. “Com certeza, essas crianças e adolescentes de hoje serão os futuros atletas e torcedores do amanhã. Se nós queremos que a população pratique mais esporte e assim tenha uma vida saudável, o incentivo tem que começar na base”, enfatizou o gestor.

Também participaram da doação dos ingressos o secretário titular da Seduc, Marcos Marrafon, e o secretário executivo da pasta, Luciano Bernart.

Luverdense e Corinthians se enfrentam nesta quinta-feira, às 20h30, em jogo válido pela terceira fase da Copa do Brasil. Os ingressos estão à venda no Ginásio Aecim Tocantins, na Casa dos Esportes Varzea-grandense, no Estádio Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde, e na Casa de Festas. Os valores variam entre R$ 30 e R$ 160.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorViolência contra mulher
Próximo artigoQuanto custa cada senador?