Lula fala em revogar reforma trabalhista caso seja eleito em 2022

A medida pode aumentar ainda mais os níveis de desemprego dentro do território nacional

(Foto:Ricardo Stuckert/Twitter de Lula)

Durante mais uma de suas falas polêmicas a respeito da economia nacional, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) comentou sobre as reformas em curso no país. Em entrevista coletiva, nessa terça-feira (4), Lula falou em revogar a reforma trabalhista.

Para defender seu argumento, Lula citou a Espanha que revogou a última reforma trabalhista para tentar impedir as demissões em massas. Entretanto, a medida fracassou e o país europeu vê o desemprego aumentando nos últimos anos.

Sem considerar o momento de pandemia e crise financeira, Lula culpou a reforma trabalhista pelo o aumento do desemprego e afirmou que o Brasil deveria seguir o modelo fracassado da Espanha e revogar as reformas.

“A reforma espanhola serviu de modelo para a brasileira e ambas não criaram empregos, só precarizaram direitos”, afirmou o petista.

Desemprego em massa

A reforma trabalhista outorgada pelo ex-presidente Michel Temer (MDB) tinha como objetivo flexibilizar a contratação por meio de empresas terceirizadas.

Críticos do posicionamento de Lula defendem que tornar as leis trabalhistas nacionais ainda mais burocráticas podem aumentar os níveis de desemprego pós pandemia.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSine Municipal disponibiliza 407 oportunidades de trabalho
Próximo artigoVenezuelana é assassinada por ex-namorado brasileiro em Mato Grosso