Lula afirma que militares não servem para política

O petista ainda prometeu mandar embora 8 mil militares alocados em cargos estratégicos do governo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez duras críticas aos militares brasileiros e prometeu cortar relações entre o governo e a caserna, caso seja eleito. Durante um evento da Central Única dos Trabalhadores, nessa segunda-feira (4), o petista prometeu agir de forma enérgica contra os militares.

De acordo com o petista, é preciso tirar quase 8 mil militares que estão alocados em segmentos estratégicos do governo brasileiro.

“Vamos começar o governo sabendo que temos de tirar quase 8 mil militares que estão em cargos de pessoas que não prestaram concurso”, disse Lula.

Sem serventia política

Ainda segundo Lula, o Exército “não serve para política”, mas para “puxar o saco de Bolsonaro”.

Desde a posse, o presidente Jair Bolsonaro aumentou o número de militares na administração pública. Atualmente, há pouco mais de 6 mil militares em cargos comissionados.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorLei Maria da Penha passa a valer para mulheres transexuais
Próximo artigoEmpurrãozinho do futebol: aeroporto de Cuiabá se torna internacional só para receber time