Lucimar defende reabertura do comércio em VG e pedirá flexibilização a juiz

Prefeita avalia que é possível a existência de medidas mais eficientes, que prejudiquem menos o comércio

Prefeita Lucimar Campos se reúne com empresários que pedem reabertura do comércio (Foto: Secom/ Prefeitura de Várzea Grande)

Sob o apelo dos empresários do comércio, a prefeita de Várzea Grande, Lucimar Campos (DEM) vai tentar garantir junto ao juiz da Vara Especializada de Saúde, José Luiz Leite Lindote, a flexibilização da quarentena no município.

Lucimar quer propor que o comércio volte a funcionar – com medidas rigorosas de segurança contra a pandemia de coronavírus. Os comércios em Cuiabá e Várzea Grande já estão fechados praticamente há um mês após decisão judicial a pedido do Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MPMT), como medida de contenção à proliferação do vírus.

‘Sempre defendi que deveríamos construir um consenso, um ponto de equilíbrio entre as regras de distanciamento social e de funcionamento do comércio e da indústria, pois diferente da maioria de outros países, nossos empresários não podem ficar 90 dias sem produzir, sob pena de muitos terem que encerrar suas atividades e provocando a demissão de milhares de pessoas’, defende a prefeita.

Empresários do comércio de VG pedem criação do Alvará Covid, que permita empresas abrirem as portas com respeito às medidas sanitárias (Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

Nesta quarta-feira (22), Lucimar recebeu grupo de empresários que defendem a criação do ‘Alvará Covid’, que seria destinado às empresas que atuam dentro das regras sanitárias e, com isso, prontas para atender os consumidores oferecendo proteção e cuidado aos clientes e aos funcionários.

Dentro desta política de flexibilização, Lucimar já publicou novo decreto, seguindo o que foi publicado pelo Governo do Estado, que flexibiliza o funcionamento das academias de ginástica, salões de beleza e barbearias, e escritórios de advocacia.

A expectativa da prefeita é de que o juiz Lindote atenda o pedido que deverá ser realizado nesta quinta-feira (23), quando vence o prazo da decisão judicial que prorrogou por duas vezes o período de sete dias para quarentena no município.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVagas em MT: Bunge lança programa de trainee com salários de R$ 6,5 mil
Próximo artigoE-commerce é o futuro? Listamos 4 maneiras de conectar a loja física à digital