Lucas do Rio Verde tem três milionários na disputa a prefeito

Individualmente, candidatos tem patrimônio acima de R$ 30 milhões. E o patrimônio do prefeito cresceu R$ 5 milhões em 4 anos

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Tido como município celeiro do agronegócio e com Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) elevado, Lucas do Rio Verde (334 km de Cuiabá) tem três homens milionários na disputa pela Prefeitura.

Dos quatro postulantes ao cargo, três apresentam patrimônio superior a R$ 30 milhões.

O atual prefeito e candidato à reeleição, Luiz Binotti, tem patrimônio declarado de R$ 39,082 milhões perante à Justiça Eleitoral.

A quantia é R$ 5,136 milhões maior do que em 2016, quando estreou na política e veio a sagrar-se vitorioso. Naquele ano, foi declarado bens de R$ 33,945 milhões.

A maior parte do patrimônio está concentrada em bens provenientes de atividade rural (máquinas, implementos, equipamentos e veículos). A soma deles corresponde a R$ 13,303 milhões.

Há ainda propriedade de terras, cotas de capital em empresas privadas, investimentos e capitalização em contas bancárias.

Na disputa pela reeleição, Binotti tem como principal adversário o ex-vice-prefeito e empresário Miguel Vaz (Cidadania), candidato mais rico de Mato Grosso com patrimônio declarado de R$ 131 milhões.

Outro milionário na disputa a prefeito de Lucas do Rio Verde é o empresário Cláudio Senna (Podemos). Estreante na política, declarou oficialmente patrimônio de R$ 31,528 milhões.

Deste montante, R$ 7,073 milhões estão depositados em conta poupança da Caixa Econômica Federal (CEF).

O patrimônio se completa com a propriedade de salas comerciais, casas de alvenaria, terrenos, veículos de luxo, apartamento no Ibirapuera em São Paulo – uma das regiões com metro quadrado mais caro do Brasil.

O candidato a vice-prefeito, empresário Roberto Barra (Podemos), não declarou nenhum bem registrado em seu nome.

Já o candidato “mais pobre” que disputa a Prefeitura de Lucas do Rio Verde é o atual vereador Jiloir Augusto Pelicioli (PROS), que tem patrimônio composto por veículos, terrenos, casas e créditos em poupança que somam R$ 339 mil.

A candidata a vice-prefeita da chapa é uma dona de casa: Antônia Ferreira Silva de Souza, a dona Antônia (PTC). O único bem registrado é uma moto Honda avaliada em R$ 3,5 mil.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorALMT aprova PEC que autoriza reeleição no Tribunal de Contas
Próximo artigoMinistro nega recurso a Taques e candidatura ao Senado é ameaçada