Literatura é fio condutor de mais de 20 ações que movimentam o Sesc até domingo

No primeiro dia, show lítero-musical do cantor e compositor, Hélio Flanders e lançamento oficial dos livros do Selo Editorial Independente, Arcada, marcam a abertura do evento

O público cuiabano terá várias oportunidades de participar de lançamentos de livros, palestras, oficina de stop motion e animação, shows e espetáculos, todos tendo a literatura como fio condutor. Mais de 20 atividades que promovem a interação entre artistas locais e nacionais, ocorrem entre os dis 23 e 28 de abril. A entrada é gratuita.

No primeiro dia, show lítero-musical do cantor e compositor, Hélio Flanders e lançamento oficial dos livros do Selo Editorial Independente, Arcada, marcam a abertura do evento.

Confira a programação completa, que conta ainda, com oficina de contação de histórias em libras e espetáculo para bebês, de recém-nascidos a três anos:

23, 24, 25 e 26/04 09h /14h/16h – Oficina Literaciência – a oficina utiliza como suporte da literatura a curiosidade humana, a criatividade, o desejo de experimentar e ainda mistura

23/04 – 14h30 – Contação de histórias, com Maurício Ricardo (MT)

23 a 28/04 – “Ele bateu asas e avoou. Virou passarinho”, intervenção literária com a artista plástica Ruth Albernaz, baseada em obras de Manoel de Barros.

23/04 – 19h  – Palestra e Lançamento dos Livros “Lá, onde uma porta jamais parou de bater”; “Você derrubou coisas pelo Caminho”; Versos no atacado e varejo”; e “Coitado do homem cujos desejos dependem”, com Arcada Selo Editorial Independente.

23/04 – 20h – Show Lítero-musical com Hélio Flanders

Foto: Carolina Vianna

24/04 – 14h30 – Contação de histórias com Alicce (MT)

24/04 – 19h – Literatura Paralela, com a participação do Arcada Selo Editorial Independente, Editora Entrelinhas

24/04 – 09h – Contação de histórias com Vinícius Rangel |Escola externa

25/04 – 09h – Contação de história com Cia Arte Negus (MS) | Escola externa

25 e 26/04 – 14h e 16h – Oficina Stop Motion e Animação – Com William Oliveira (SP)

25/04 – 14h30 – Contação de história com Lili Flor & Paulo Pixu (SP)

25 e 26/04 – 14h e 16h– Da Oficina: Mediação de Leitura do Livro “Pantanimais”

25/04 – 19h – Histórias de Improviso, com Cia Arte Negus (MS)

25/04 – 19h – Histórias de Nome – Histórias de Vida, com Lili Flor & Paulo Pixu (SP)

26/04 – 09h – Contação de história com Lili Flor & Paulo Pixu (SP) | Escola externa

26/04 – 13h às 17h e 18h às 22h – Oficina de contação de histórias em Libras

26/04 – 14h30 – Contação de história com Arte Negus (MS)

26/04 – 20h – Espetáculo Caquilhos de Munchausen, com Cia Arte Negus (MS).

27/04 – 15h – Espetáculo Dos Bebês – Acalantos Para Cantar, com Lili Flor & Paulo Pixu (SP)

27/04 – 19h – Minimaratona: Os comandantes literários desta festa em 2019 será a Cia Arte Negus, que com toda a sua alegria apresentará a nossa programação:Vinícius Rangel (MT), Nildeth (MT), Teatro Fúria (MT), Lili Flor & Paulo Pixu (SP), Alicce de Oliveira (MT), Maurício Ricardo (MT) e Mãos de Fada (SP)

28/04 – 17h – Contação de Histórias com Libras, com Grupo Mãos de Fada (SP)

Debate nas escolas

“Vamos Falar de Poesia” , com Caio Augusto Ribeiro

A poesia tem uma importância ímpar na construção da nossa personalidade, sendo impossível descrever todos os seus benefícios, uma vez que o ato da escrita ou da leitura de poemas pode ser a resposta para várias questões humanas. Mas é possível viver de poesia? Como transformar esta arte tão poderosa em um ofício? A partir da troca de experiências sobre sua trajetória, Caio Ribeiro conduz um bate papo com estudantes sobre sua relação com a poesia, seus grandes desafios, contando um pouco sobre suas vivências no mundo da poesia, tendo lançado três livros (Porão da Alma, Colecionador de Tempestades e Manifesto da Manifesta). O segundo bloco do bate papo é intitulado “o que fazer com o que escrevi?” um apontamento de caminhos, onde o autor revela e desmistifica o mundo do “livro”, apresentando caminhos possíveis para publicação desde a fabricação de fanzines artesanais, a auto-publicação, editais e leis de incentivo, trocando com os jovens caminhos possíveis para tornar a poesia possível.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCinco pessoas são presas por embriaguez ao volante durante blitz
Próximo artigoBeber cerveja é mais eficaz contra rugas do que cremes anti-idade, diz estudo

O LIVRE ADS