‘Liga Tripa’: clássico grupo da década de 80 se apresenta em Cuiabá

No show, o grupo Liga Tripa revisita repertório autoral construído em 35 anos de carreira

Referência cultural em Brasília, a banda “Liga Tripa” se apresenta no teatro do Sesc Arsenal, em Cuiabá, com repertório autoral construído em 35 anos de carreira. O show ocorrerá nesta quinta (27), às 20h. O público pode esperar canções com letras e ritmos carregados de brasilidade.

Os ingressos estarão disponíveis na Central de Relacionamento da unidade, a partir das 19h, com o custo de 1 litro de leite UHT ou R$ 5,00.

Repleto de improvisos e surpresas, o espetáculo tem samba, baião, frevo, jazz e música experimental, dando nova roupagem à Musica Popular Brasileira (MPB).

O show também conta com recursos de acessibilidade. Pessoas com deficiência de locomoção e cadeirantes terão espaço reservados com sinalização adequada e guias para orientá-las.

Liga Tripa

Formada na década de 1980, a Liga Tripa ainda vivenciou os tempos de Ditadura Militar. Resistindo ao regime e ocupando diferentes espaços para mostrar sua arte, a banda chegou a cantar nas ruas de Brasília.

Em 2015, o grupo lançou disco de retrospectiva, junto com um livreto e CD em que os integrantes contam suas histórias. Este ano, a Liga Tripa circula pelo país em comemoração à trajetória de décadas de música alternativa.

Assim, o grupo considerado “o mais brasiliense dos grupos musicais” chega à Cuiabá pela primeira fez proporcionado um começo de noite com música e memórias.

Conheça o repertório do show:

  1. Juriti – Aldo Justo e Paulo Tovar
  2. Travessia do Eixão – Nonato Veras e Nicolas Behr
  3. Desperte a sua Loucura – Nonato Veras
  4. Labareda – Nonato Veras
  5. Eguinha – Guilherme Reis, Renato Matos, Luciano Porto, Maurício Araújo e Aloísio Batata.
  6. Ninando o Cavaquinho – Carrapa do Cavaquinho e Ita Catta Preta
  7. Cores – Aldo Justo e Carlos (Ceará) Batalha.
  8. Propriedade Particular – Aldo Justo
  9. Quase Vintes Dentes – Aldo Justo
  10. Edifício Ninguém Mora Lá – Sérgio Duboc e Vicente Sá
  11. Fruta do Mal – Aldo Justo, Nonato Veras e Paulo Tovar
  12. Samba da Rua 8 – Sérgio Duboc, Flávio Faria e Vicente Sá
  13. Por Prazer – Toninho Alves
  14. Cheiro da Vida – Aldo Justo e Mardônio Sarmento
  15. Horário de Verão – Caloro, Aldo Justo, Sérgio Duboc, Paulo Tovar e Toninho.

(Da assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMotoristas de aplicativos podem ser isentos de pagar ICMS e IPVA na compra de veículos
Próximo artigoUFMT e Sesc Arsenal promovem debate sobre ‘fake news’ e ‘pós-verdade’

O LIVRE ADS