Leitão diz que não cederia escolta para Selma e que há muitos juízes ameaçados no Brasil

Juíza aposentada perdeu segurança do TJ e ganhou proteção da Casa Militar

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O deputado federal e pré-candidato a senador Nilson Leitão (PSDB) discordou da decisão do governador Pedro Taques (PSDB) de fornecer escolta para a juíza aposentada e pré-candidata a senadora Selma Arruda (PSL), utilizando policiais da Casa Militar. Taques baixou um decreto alterando as funções da pasta para proteger a magistrada, que perdeu a segurança que tinha via Tribunal de Justiça.

“Eu não faria isso. Eu não sei a real situação dela de ameaças. Mas tem mais juízes e promotores Brasil afora que não têm escolta na vara do crime organizado. Ou mesmo pessoas comuns que todo dia quando voltam para casa estão ameaçadas”, disse Leitão ao LIVRE. “Eu estou trabalhando para reduzir o tamanho da máquina pública”, destacou.

Além dos magistrados, ele citou que outras pessoas também desenvolvem trabalhos contra as organizações criminosas. “Eu apresentei um projeto que atinge diretamente o crime organizado, aumentando de cinco para dez anos a pena de quem for flagrado com uma arma contrabandeada ou adulterada ou de uso exclusivo das forças armadas. Quem usa essa arma é o crime organizado. Eu me sentiria ameaçado? Acho que não, é um tema muito pequeno”, citou.

Na avaliação do tucano, a segurança de Selma deveria ser fornecida pelo Tribunal de Justiça. “A decisão teria que estar no Judiciário. Ela é aposentada pelo Judiciário. A não ser que seja uma ameaça iminente. Eu não conheço a ameaça, talvez seja. Eu nunca tive segurança na vida e não sei como funciona”, disse.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCopa hoje tem Messi, França e mais em uma maratona de futebol
Próximo artigoFesta de São Benedito começa no dia 26; confira programação completa

O LIVRE ADS