Legal ou ilegal?

Santa Casa fazia cirurgias plásticas particulares em centro cirúrgico reformado com dinheiro do SUS

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O presidente do Sindicato dos Profissionais de Enfermagem de Mato Grosso (Sinpen-MT), Djamir Soares, afirmou em entrevista à Rádio Capital FM que no centro cirúrgico da Santa Casa de Misericórdia vinham sendo realizadas cirurgias plásticas. Segundo ele, em média, seis procedimentos eram feitos por dia.

As operações só foram interrompidas quando a equipe de enfermagem, que está há quatro meses sem receber salário, decidiu paralisar as atividades. Ainda segundo Djamir, estima-se que cada cirurgia custasse, em média, R$ 15 mil para os pacientes.

Por se tratar de um hospital filantrópico, a Santa Casa pode – e deve – realizar procedimentos particulares para se manter funcionando. O questionamento que surgiu, no entanto, é se essas operações poderiam acontecer em uma sala cirúrgica reformada com dinheiro público.

Os nomes dos médicos que buscavam a Santa Casa para realizar os procedimentos não foram divulgados.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorGuedes defende pacto federativo para recuperação da economia
Próximo artigoBolsonaro extingue 21 mil funções de confiança e limita gratificações

O LIVRE ADS