Lais Yasmin é classificada para próxima fase do The Voice Brasil

Cantora de Cuiabá faz parte do time de Michel Teló

Lais Yasmin The Voice

A cuiabana Lais Yasmin continua no The Voice Brasil. No time Michel Teló desde o início das audições às cegas, a cantora mais uma vez foi alvo de elogios. Na fase do tira-teima e primeiro programa ao vivo da temporada, ela concorreu com mais três cantores: Isa Salles, Morgana Rodrigues e Renan Valentti.

Nesta fase, um é escolhido pelo público, outros dois pelo “técnico do time” e o último deixa o programa. Morgana Rodrigues conquistou a votação do público, mas foi Lais Yasmin a primeira a ser escolhida por Michel Teló.

Lais Yasmin está classificada

A cantora de 27 anos, que nasceu em Cuiabá, interpretou a canção Cabecinha no Ombro, de Paulo Borges, no novo episódio do The Voice. Michel Teló se mostrou bastante entusiasmado enquanto ela se apresentava. Antes dele anunciar suas escolhas, Ivete Sangalo falou sobre cada um dos candidatos em uma tentativa de “ajudá-lo”.

Quando falou sobre Lais Yasmin, fez questão de ressaltar que admira a voz da intérprete. “Lais é de uma sensibilidade… Algo que lembra um fado, algo lusitano, uma maneira de cantar que eu amo”.

Na sequência, o apresentador Tiago Leifert pressionou Teló: “Sua primeira decisão, quem você escolhe?”.

Teló, elogiou a performance do time: “vocês deram show aqui, mas eu acho sensacional pegar uma música dessas, um clássico, e transformar como ela transformou… É a Lais”.

[related_news ids=”85659,87164″][/related_news]

Beijo para Mato Grosso

Ao agradecer a escolha de Teló, a cantora cuiabana aproveitou para mandar notícias aos conterrâneos de Mato Grosso: “Um beijo para Mato Grosso, minha terra”. Na deixa, Thiago Leifert comentou sobre a vida romântica da cantora: “Lais que se casa em setembro, um dia depois de um programa ao vivo”, sugerindo que ainda pode haver muita chances da cuiabana levar o prêmio.

Confira como foi:

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS