Ladrões que invadiram fazenda em MT para roubar gado foram extremamente violentos

14 vítimas foram feitas reféns por cerca de 11 horas, sendo espancadas durante o cárcere privado

Foto: Polícia Militar

Os sete homens que invadiram uma fazenda na zona rural de Barra do Garças (500 km de Cuiabá) nessa quinta-feira (13) e fizeram 14 vítimas reféns, tinham a intenção de roubar o gado do local e foram extremamente violentos, espancando todas as vítimas.

Um dos funcionários conseguiu ligar para o patrão, depois de horas após a invasão, e contou que ele e outras pessoas estavam sendo mantidos em cárcere privado, amarrados e apanhando de homens armados que estavam na fazenda. O patrão, então, acionou a Polícia Militar.

Equipes da Força Tática e do Grupo CAR (Comando de Ação Rápida) foram encaminhadas para o local acompanhadas do dono da fazenda, que os guiou até o local por estradas vicinais.

Ao chegar no local, os policiais encontraram a porteira com corrente e cadeado e um veículo Strada branco escondido próximo à porteira.

Ao ver a equipe militar, um homem de camiseta branca e cavanhaque saiu correndo de dentro do carro e fugiu para o matagal. Os policiais conseguiram notar um volume na cintura dele, aparentando ser uma arma.

As equipes entraram na estrada da fazenda e, ao chegar no curral, encontraram um suspeito de 16 anos com uma arma nas mãos e uma vítima ao lado dele. Ao ver os policiais, ele jogou a arma no pasto. O revólver foi localizado por um soldado da PM.

A vítima contou aos policiais que ele e outras 13 pessoas que estavam na fazenda vinham sendo mantidas reféns, amarradas e apanhando desde as 5 da manhã, além de ter diversos itens pessoais roubados pelos criminosos.

Os policiais foram até a sede da fazenda e encontraram várias vítimas lesionadas. Elas contaram que haviam ficado presas e apanhando dos homens armados com facas e armas desde as 5 horas da manhã – e já era em torno de 18 horas.

Ao verem os policiais, dois suspeitos fugiram sentido ao matagal aos fundos da sede da fazenda. Outros três, dois de 19 e um de 50 anos, foram presos em flagrante, todos indicados pelas vítimas como responsáveis pelos espancamentos.

Na fazenda foi encontrado um Jeep Renegade azul pertencente aos suspeitos, que teve que ficar no local, pois a polícia não encontrou as chaves e não foi possível acionar um guincho.

Entre as vítimas havia diversos caminhoneiros com caminhões que haviam sido contratados por uma agropecuária para retirar todo o gado da fazenda. Eles serão ouvidos pela polícia.

Várias facas utilizadas pelos suspeitos foram apreendidas, além de enforca gatos usados para amarrar as vítimas.

Os bandidos haviam roubado bastante dinheiro das vítimas: somente de uma, R$ 4.155. O de 50 anos disse ter sido contratado somente para tirar as pessoas que moravam no local e embarcar todo o gado que existisse na fazenda por R$ 1 mil.

Dois advogados acompanharam os suspeitos no registro da ocorrência. O caso foi registrado como formação de quadrilha ou bando, tortura mediante sequestro, dano, roubo, lesão corporal, sequestro e cárcere privado e violação de domicílio.

Foto: Polícia Militar

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSenadores suspendem reajuste anual no preço de medicamentos
Próximo artigoVai cumprir