Ladrão mata e furta boi da fazenda de senador de MT

Dois suspeitos foram presos ao serem encontrados com o animal em porta-malas de carro

(Foto: PMMT)

Um boi de aproximadamente um ano e meio foi morto e furtado da fazenda Nova Esperança, do senador Jayme Campos, localizada em Cáceres (220 km  de Cuiabá), nessa segunda-feira (8).

A Patrulha Rural da Polícia Militar foi acionada pelo gerente da fazenda, que informou que o furto havia acontecido durante a madrugada, visto que na parte da manhã ele havia encontrado somente a buchada de um boi na fazenda.

Após a denúncia, os policiais começaram a realizar rondas pela região, conhecida como Assentamento Vale do Moquem, e encontraram um Gol branco com todas as portas abertas.

Quando as pessoas que estavam perto do carro viram a viatura da PM, quase todas saíram correndo e se esconderam na mata. Apenas o dono do carro, de 34 anos, ficou.

Questionado se sabia algo sobre o furto de um boi da propriedade Nova Esperança, ele disse que não sabia de nada e que havia comprado um boi durante a madrugada na Vila Aparecida, que estava em seu carro.

Os policiais pediram para ver o animal e o homem abriu o porta-malas. Neste momento, os militares viram que a cabeça do boi batia com os detalhes repassados pelo gerente da fazenda.

A equipe acionou reforços e um dos homens que havia saído correndo quando a polícia chegou foi localizado. Ele afirmou ter fugido porque estava com duas armas e confessou onde as havia escondido. Questionado sobre o furto, ele disse que havia vendido a carne para o outro suspeito.

O boi e as armas foram apreendidas. A carne foi entregue na fazenda do senador e as armas foram levadas para a delegacia.

O caso foi registrado como furto e porte ilegal de arma de fogo de uso permitido.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPolícia encontra cabo enrolado em hélice do avião de Marília Mendonça
Próximo artigoMulher que matou o marido alega legítima defesa e consegue habeas corpus