Justiça suspende eleição na FIEMT um dia antes da sua realização

Segundo o juiz responsável pelo caso, houve farta relação de possíveis irregularidades ocorridas no processo

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

A Justiça Federal determinou, na noite desta quinta-feira (2), que a eleição para escolha da nova diretoria da Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt), inicialmente marcada para esta sexta-feira (3), está suspensa. A decisão tem caráter liminar, ou seja, temporário.

[featured_paragraph]O juiz responsável pelo caso, Raphael Casella de Almeida Carvalho, tomou a decisão afirmando que que era “prudente” suspender o pleito devido ao elevado número de indícios de irregularidades supostamente ocorridas no processo. “Presente o periculum in mora em razão da eleição marcada 3 de agosto”, destacou.[/featured_paragraph]

Segundo o juiz, havia “perigo de dano” na manutenção da eleição para o dia 3 pelo elevado número de questionamentos jurídicos sobre o processo. Ele destacou que o candidato à presidência pela chapa 1, Gustavo de Oliveira, responde a um processo, ainda sem decisão, que pede a sua cassação por não seguir a cláusula do estatuto que determina a todos candidatos estarem a frente de uma empresa por ao menos um ano antes do pleito. Até o fim do ano passado, Gustavo era secretário do governo de Pedro Taques (PSDB).

A data da eleição já havia sido cancelada e posteriormente remarcada para o mesmo dia 3 de agosto, que agora não terá mais o evento planejado.

Além disso, Almeida Carvalho disse ainda que o autor do processo, a Chapa 2, opositora a Gustavo e encabeçada pelo empresário Kennedy Alencar, trouxe uma série de evidências de que o atual presidente da entidade e candidato ao cargo de diretor na chapa de Gustavo, Jandir Milan, cometeu atos ilícitos a frente da entidade.

Recentemente o LIVRE mostrou que Milan lucrou ao menos R$ 4,4 milhões em vendas indiretas feitas pela sua empresa à entidade que ele mesmo preside.

Jurisdição

Em sua decisão, o juiz federal Raphael Casella de Almeida Carvalho definiu ainda que o caso para o qual ele deferiu a liminar deve voltar para a Justiça estadual.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorRoberta Miranda expõe seios e faz alerta sobre o câncer de mama
Próximo artigoFachin prorroga inquérito sobre Temer e ministros por 60 dias

O LIVRE ADS