Justiça ouvirá ex-secretário de finanças da AL sobre compra de cadeira do TCE

Luiz Márcio Bastos Pommot foi citado pelo ex-governador Silval Barbosa como testemunha da suposta negociata de R$ 12 milhões

Foto: Divulgação/TCE

Juiz da Vara de Ações Coletivas de Cuiabá, Bruno D’Oliveira Marques vai ouvir o ex-secretário de finanças da Assembleia Legislativa, Luiz Márcio Bastos Pommot, no processo que investiga a suposta compra de vaga no Tribunal de Contas do Estado (TCE) por R$ 12 milhões. 

O ex-servidor foi citado pelo ex-governador Silval Barbosa (sem partido) como testemunha no depoimento em delação premiada sobre a suposta negociata, que envolveria o conselheiro Sérgio Ricardo e o ex-governador Blairo Maggi. 

A convocação foi publicada nesta quinta-feira (9) e ocorre fora do prazo para a produção de prova testemunhal. O juiz explicou a decisão com o argumento de que a lei faculta o juiz dilatar prazo e pela citação de Pommot como testemunha na investigação ao delator. 

“Defiro o pedido de oitiva da pessoa de Luiz Márcio Bastos Pommot como testemunha do juízo com fulcro no art. 461, inciso I, do Código de Processo Civil, por se tratar de testemunha referida nas declarações do delator, que é parte neste processo”, afirmou. 

A investigação do Ministério Público Federal (MPF) aponta que a negociação da vaga do então conselheiro Alencar Soares teria sido paga com dinheiro desviado da Assembleia Legislativa e do Poder Executivo por meio de simulação de contratos para a prestação de serviço. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMúsico cuiabano estreia como escritor com thriller de terror e suspense em sua máxima potência
Próximo artigoOMS diz que proteção de vacinas contra covid-19 é de seis meses