Justiça manda prefeitura isolar presos que testarem positivo para covid-19

Município e governo do Estado ainda têm que disponibilizar equipe médica e testes para o coronavírus de 15 em 15 dias

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

A Prefeitura de Alta Floresta (790 km de Cuiabá) tem 48 horas para encontrar um espaço físico que possa abrigar detentos diagnosticados com a covid-19. A determinação é do desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Pedro Sakamoto.

Até a última quinta-feira (4), segundo informações da Defensoria Pública, 54 dos 170 presos da cadeia pública da cidade já haviam testado positivo para o novo coronavírus. Três precisaram ser internados.

Na decisão – proferida neste domingo (7) – Sakamoto ainda determinou que o governo de Mato Grosso forneça equipamentos e profissionais – tanto de Saúde quanto de Segurança Pública – para o deslocamento e monitoramento destes detentos.

A equipe de saúde deve ser composta por oito técnicos de Enfermagem, quatro enfermeiros e dois médicos, o que possibilitará que trabalhem em escala de revezamento.

LEIA TAMBÉM

Para cada dia de atraso no cumprimento da determinação, o desembargador previu uma multa de R$ 100 mil.

Testes de 15 em 15 dias

Para saber se mais presos contraíram a covid-19 e também precisam ir para o isolamento, o governo do Estado e a Prefeitura de Alta Floresta ainda estão obrigados a fazer testes de 15 em 15 dias nos detentos.

“Tais medidas protegem não só os que estão em cárcere, como também suas famílias e toda a população de Alta Floresta, pois sabemos da velocidade de propagação do vírus e da necessidade do isolamento e tratamento dos doentes”, argumentou o defensor público Vinicius Hernandez.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHome office por mais tempo
Próximo artigoMulher é encontrada morta em quitinete, companheiro some e polícia investiga