Justiça manda Getúlio Grill quitar R$ 400 mil de aluguéis vencidos

O idoso acionou a Justiça porque o restaurante já não pagava e ele e a esposa dependem dos aluguéis

(Foto: Reprodução)

Os proprietários do restaurante Getúlio Grill, em Cuiabá, foram condenados a quitar os 11 meses de aluguéis vencidos pelo uso do terreno. Sem taxas e juros, o valor supera R$ 400 mil. A Justiça ainda decretou a rescisão do contrato de aluguel.

O restaurante fechou as portas no dia 2 de outubro, depois de 25 anos de atividade.

Donos do imóvel, Paulo César Soares de Campos, de 94 anos, e sua esposa, Arlete de Campos, de 84, entraram na Justiça para obrigar o restaurante a quitar as dívidas. O homem alegou que sofre de doença crônica e que a falta de pagamento dos aluguéis o tem prejudicado, porque estaria sobrevivendo apenas com uma aposentadoria de R$ 2 mil.

Segundo o idoso, parte dos valores atrasados chegou a ser quitada. Contudo, faltaram R$ 8 mil referentes ao mês de novembro de 2018, e o pagamento integral desde o mês de dezembro. O valor mensal é de R$ 36 mil, conforme o contrato.

Ainda conforme a ação, os locatários também estavam devendo o IPTU, e teriam renegociado a dívida com a Prefeitura, para um prazo que ultrapassaria a data do contrato.

Questionados judicialmente, os donos do restaurante alegaram que o aluguel, “estipulado acima do valor de mercado, tornou-se difícil de ser quitado”.

Nessa segunda-feira (11), porém, a juíza Ana Paula da Veiga Carlota Miranda, da 8ª Vara Cível de Cuiabá, reconheceu a dívida. Ela determinou que os empresários paguem as dívidas com IPTU, água e luz e taxas de lixo.

Ainda, estipulou juro de 1% sobre o valor dos aluguéis atrasados, a partir dos vencimentos de cada prestação, e sua correção pelo INPC.

Os empresários também terão que arcar com as custas e despesas processuais e honorários advocatícios, fixados em 15% do valor da condenação.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorO sonho dos deputados de MT
Próximo artigoDeputado de MT pede à PGR que investigue Lula por incitação à violência

O LIVRE ADS