Justiça Eleitoral acolhe pedido do MPE e afasta vereador das funções

Valdoir Bento Tavares era foragido da Justiça e foi eleito para função pública com a identidade falsa de Márcio Túlio Ribeiro

(Foto: reprodução)

A 30ª Zona Eleitoral de Água Boa acolheu pedido cautelar efetuado pelo Ministério Público Eleitoral e determinou que o presidente da Câmara Municipal de Nova Nazaré, Valdoir Bento Tavares, eleito para função pública como Márcio Túlio Ribeiro, seja suspenso do exercício das funções públicas, pelo prazo de um ano. Inicialmente, o MPE havia solicitado o afastamento por 90 dias, mas o juiz Jean Louis Maia Dias entendeu que em razão da complexidade dos processos criminais contra o parlamentar haverá necessidade de um prazo maior para o encerramento da demanda judicial.

Na decisão, o juiz argumentou que a continuidade do mandato do vereador “redunda em nítido perigo à administração pública e à própria credibilidade do processo eleitoral, sem falar no sentimento de insegurança jurídica e impunidade que iria pairar principalmente sobre a pacata e pequena localidade de Nova Nazaré/MT”.

Leia também:

Segundo o MPE, além do mandado de prisão em aberto em razão da prática de dois homicídios no estado de Rondônia, Valdoir Bento Tavares é investigado pela prática dos crimes de uso de documento falso, falsidade ideológica, falsa identidade e posse ilegal de arma de fogo.

Mesmo após ter assumido identidade falsa, o parlamentar teria continuado a cometer vários delitos. Na Delegacia de Polícia de Água Boa, ele é investigado em diversos procedimentos por furto, ameaça, apropriação indébita, receptação, direção perigosa, posse irregular de arma de fogo, entre outros.

Existem ainda, conforme o MPE, fortes indícios de que o vereador também tenha praticado o crime eleitoral previsto no artigo 348 do Código Eleitoral, falsificando, no todo ou em parte, documento público para fins eleitorais.

(Com informações da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPodcast O Livre Empreendedor – EP2 – Icaro Hornick
Próximo artigoCarga inusitada: fiscais flagram bezerros em porta-malas de carro